CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO DE NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

CORREIO GOURMAND

Mapa do Portal

 

GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR

GUIA FAZENDO FESTA

GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA

GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS

GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO

 

   

Alimentando o saber, aprimorando o paladar...

 

Apoio cultural:

APROVADO  

 
 

COZINHA PERUANA

e seus mil sabores

 

 

 

Ceviche – um prato com muitos nomes e muitas receitas

 

 

 

Ceviche é um prato a base de carne crua marinada em suco cítrico (limão, lima, laranja e outros, sozinhos ou misturados), temperado com sal e pimenta fresca e guarnecido sempre com cebola roxa, em geral fatiada fininha, mas pode ser picadinha também, e, conforme o lugar e o cozinheiro, de outros ingredientes e temperos que podem variar bastante.

 

De fato, nada parece ser definitivo sobre o ceviche, a começar do seu nome, pois pode ser chamado de seviche, sebiche ou cebiche. A origem do nome gerou, também, várias teorias, que vão da língua andina quíchua ao árabe e o consenso parece impossível.

 

Dissiminado praticamente por toda a América Latina, em especial nos países da costa do Pacífico, do México ao Chile, cada lugar tem sua receita e suas peculiaridades. É quase inconteste que o ceviche tenha se originado no Peru, é o prato nacional do país, patrimônio cultural e imaterial peruano, mas os equatorianos gostam tanto de ceviche que, muitas vezes, crêem que ele nasceu no Equador.

 

Mas, seja onde for, a idéia é a mesma: que a carne seja curtida no suco cítrico, no sal e na pimenta, "cozinhe" e ganhe o gosto dos temperos.

 

O mais difundido é o ceviche de pescados, sempre muito frescos, mas também se faz ceviche de carne vermelha e de hortaliças, como o palmito e o tremoço, por exemplo.

 

Uma pitadinha de História

 

Este fabuloso prato tem suas origens em povos ancestrais da costa do Peru. Está ligado à cultura préincaica Chimu (900 d.C.), cujo povo exercia a pesca como meio de vida. Diz a História que os chimúes cumpriam sua árdua jornada em botes de junco, avançando pelo oceano Pacífico por muitas horas e até dias. Para satisfazer a fome, mergulhavam pedaços de peixes fresquíssimos que pescavam na água do mar com um toque de pimenta para temperá-la. Com a chegada dos conquistadores espanhóis, vieram o limão, o coentro, o alho e a cebola mediterrâneos, que casados com os sensacionais peixes e outros frutos do mar da costa peruana deram origem à sua majestade, o ceviche, como é conhecido hoje.

 

Certeza mesmo só de que o limão e a cebola entraram na receita depois da chegada os espanhóis, pois foram eles que os trouxeram para a América, e de que o ceviche, seja qual for a receita, é sempre uma iguaria leve, refrescante, saborosa, muito nutritiva e fácil de fazer...

 
  Você gostou? Então compartilhe!!  
 
 
Voltar à página inicial de Cozinhas DO MUNDO
 
 

Para os peruanos, o ceviche é o prato nacional por excelência, porque além de seu sabor super especial, seus ingredientes refletem a identidade do próprio Peru: os pescados simbolizam a grandeza dos mares; o limão, a força do sangue peruano; a cebola, a sua melancolia; a pimenta, a picardia; o milho, a riqueza da terra, e a batata camote, a hospitalidade.

    Voltar ao topo  


 

  no Correio Gourm@nd  

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

|

|

 

Copyright ©  -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 02 janeiro, 2018.

 

 

 

Voltar ao topo