CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

  CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO DE NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

CORREIO GOURMAND

Mapa do Portal

 

GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR

GUIA FAZENDO FESTA

GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA

GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS

GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO

 

   

CULTURA GASTRONÔMICA

Alimentando o saber, aprimorando o paladar...

 

Apoio cultural:

APROVADO  

 

 

Associação Brasileira da Alta Gastronomia - ABAGA

Trabalhando em prol da cozinha do Brasil e dos seus profissionais

 

 

 

Ao longo de seus 14 anos de existência, a ABAGA trabalhou muito e, das inúmeras pequenas e algumas grandes vitórias conquistadas com muito empenho, garra e determinação, levou o Brasil, nossos profissionais, a cozinha brasileira e seus ingredientes aos mais prestigiados eventos gastronômicos do mundo, desvendando-a como apta a agradar aos paladares mais sofisticados.

 

Orgulhosa da categoria que representa, a ABAGA jamais se furtou a apoiar qualquer manifestação que contribuísse a seus intentos, das mais simples às mais gloriosas, atuando sempre com o mesmo interesse e dedicação. Construindo os "bastidores" da gastronomia profissional do Brasil, teve fundamental importância na criação dos cursos superiores de gastronomia por todo o País, na elaboração dos critérios de certificação profissional, na luta pela regulamentação da profissão ainda em andamento na Câmara Federal, na elevação do patamar de qualidade dos ingredientes, produtos, utensílios e equipamentos comercializados por aqui, e na gestação de uma cultura gastronômica brasileira que ora se desenvolve.

 

Atuando politicamente, também, no cenário internacional, em 2000, a ABAGA conseguiu ser aceita como membro da WACS - World Association of Cooks Societies (Federação Mundial das Associações de Cozinheiros), a mais alta instância representativa da categoria. Em 2004, outro importante passo é dado para ampliar os horizontes da gastronomia brasileira com a eleição do presidente da ABAGA, chef Jorge Monti de Valsassina, para a Diretoria Continental das Wacs nas Américas, tornando-se o personagem principal da estrutura da Entidade em todo o continente americano. Seu brilhante desempenho, ancorado pelo amadurecimento dos profissionais e do setor como um todo no Brasil, garantiram-lhe a reeleição em 2006, com mandato que se estende até 2010.

 

Nos últimos anos, praticamente, nada aconteceu na área gastronômica brasileira sem a participação da ABAGA ou de algum de seus chefs associados. De tudo, são os concursos gastronômicos nacionais e internacionais que geram a maior projeção. Sem preconceitos, apoiou de simples embates em escolas de gastronomia ao ápice dos concursos nacionais - o Chef Talento Sadia e Nestlé Toque d'Or - que coordenou e levou por todo o País. Descobrindo talentos, desenvolvendo aptidões e conquistando o apoio dos empresários, empresas e entidades do segmento, continua promovendo e participando de certames do Oiapoque ao Chuí.

 

Em 2003, aconteceu a primeira grande vitória brasileira no exterior, no Gran Concurso Culinário LatinoAmericano Azteca, que reuniu os principais chefs da América Latina na Cidade do México. Essa vitória serviu de estímulo ao mercado como um todo, que passou a se empenhar ainda mais na busca de melhores resultados. E eles vieram, comprovando, que o aperfeiçoamento do cozinheiro vem da prática incessante: em 2006, o Brasil foi, de uma só vez, Vice Campeão do Mundo na Islândia, Campeão Panamericano de Escolas de Gastronomia no Uruguai e Campeão Iberoamericano na Espanha. Em 2007, aconteceram aqui, pela primeira vez, as classificatórias nacionais de dois importantes concursos internacionais - o Global Chef e o Concurso Azteca, cujos vencedores, meses depois, conquistaram, respectivamente, o quarto lugar na final do Concurso nos Estados Unidos, e o terceiro lugar na final do Concurso no México, garantindo, também, a vaga para o Bocuse d'Or 2009, em Lyon, na França, no qual o Brasil já concorre desde 1995.

 

Em setembro de 2008, vivemos um dos mais marcantes momentos da gastronomia nacional com a conquista do primeiro lugar no Gran Concurso Maya Latinoamericano de Repostería - a "Copa Maya", o que, por si só, já é importantíssimo, pois fez da Confeitaria brasileira a melhor da América Latina. Mas, de fato, essa conquista teve uma relevância ainda maior, porque trouxe junto com ela a vaga inédita para participarmos da Coupe du Monde de la Pâtisserie 2009, competindo com a "crème de la crème" da categoria no mundo.

 

Assim, em janeiro de 2009, quando o Brasil se apresentou nos dois mais prestigiados concursos gastronômicos do planeta, o Bocuse d'Or e a Coupe du Monde de la Pâtisserie, concretizou-se não apenas o sonho de todos que lutaram para chegar até aqui, mas, sobretudo, esse momento histórico marcou a consagração definitiva e irreversível da gastronomia brasileira e de seus profissionais no cenário internacional, ampliando geometricamente os nossos horizontes.

 

De lá pra cá, a ABAGA segue no seu trabalho árduo de desenvolver e prestigiar a gastronomia brasileira e os seus profissionais.

 

Virgínia Brandão

 

 

Saiba mais sobre a ABAGA, clique aqui.

 

 

 

Leia também:

 

CHEF DE COZINHA - 10% talento e 90% trabalho

Chefs do Brasil
Chefs do Mundo
Histórico dos Maîtres Cuisinier de France

WACS - World Association Cooks Societies - Federação Mundial das Associações de Cozinheiros

Um pouco da História dos Restaurantes e da Alta Cozinha Francesa

 

 


 

 

CHEF DE COZINHA

10% talento e 90% trabalho

 

Chef de Cozinha é o profissional responsável pelo manejo da brigada de cozinha de um restaurante. Cabe a ele organizar e distribuir as funções dentro dela, coordenando e determinando as tarefas de todos os integrantes de sua equipe, fazendo a supervisão dos produtos, elaborando o menu, zelando pela qualidade dos pratos e orquestrando um serviço harmonizado com o salão.


A formação profissional acadêmica dá disciplina, continuidade e metodologia ao trabalho desenvolvido na cozinha, mas existe outra variedade de Chefs, os autodidatas, formados pela prática, pela experiência do trabalho em diferentes casas.


Um Chef de Cozinha deve ser criativo para poder desenvolver receitas originais ou dar leituras originais a pratos já consagrados. Também deve saber liderar e formar equipes e ser um bom organizador. Além disso, é fundamental que saiba transmitir seus conhecimentos, formar novos profissionais, ser mestre, ter discípulos. É na mistura dessas características que cada um mostra o seu talento e a sua personalidade.


Artistas apaixonados e orgulhosos de seu ofício, empregam seu talento para dignificar a gastronomia e transformar comida em arte. Cada um com seu espaço, seu mercado, sua personalidade, seu carisma. Cada um fazendo a sua parte, participando, com seu trabalho, de um processo muito importante de construção de uma cultura gastronômica no Brasil. Cada um contribuindo com seus conhecimentos técnicos, para o aumento do grau de profissionalismo desse mercado e abrindo espaço para que outros ingressem nesse mundo rico e fascinante da cozinha.


E, sobretudo, cada um, com suas maravilhosas delícias, nos proporcionando momentos inesquecíveis e fazendo do bem comer um dos maiores prazeres da vida.


 
 

 

  no Correio Gourm@nd  

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

|

|

 

Copyright ©  -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 15 junho, 2017.

 
 

Voltar ao topo