CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO GASTRONOMIA EM NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

CORREIO GOURMAND

Mapa do Portal

 
GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR
GUIA FAZENDO FESTA
GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA
GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS
GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO
 

   

Apoio cultural: 

APROVADO  


 

OS SÍMBOLOS DO NATAL

 


 

Maior festa da cristandade, o Natal faz parte da vida e do imaginário de quase todas as pessoas, pois, independentemente de qualquer religião, todos nós convivemos, anualmente, no mínimo, com os inúmeros símbolos natalinos espalhados nas decorações das casas, comércios e ruas. Estes enfeites podem ser distribuídos por toda a casa, com o objetivo de alegrar os ambientes bem como trazer energias positivas, ligadas ao espírito de renovação, de paz e amor que o Natal nos trás.

 

Mas, você sabe o que eles significam? Se não sabe, vai poder conhecer um pouco sobre os principais deles, seus significados, usos, histórias e lendas.

 

Personagens como Papai Noel, duendes, renas e seus trenós, as árvores e até mesmo os presentes, têm como fundamento diversas e antigas lendas, em sua grande maioria, pagãs, que datam dos primórdios da humanidade. Esses símbolos representavam a forma dos pagãos cultuarem e honrarem suas divindades. A exceção é Papai Noel, que a Igreja Católica tomou para si, como uma homenagem prestada a São Nicolau, que conforme relatos, em data próxima ao Natal, distribuía presentes entre a população.


Além dos símbolos mais conhecidos, como, por exemplo, árvore, guirlanda, presépio, temos o peixe que significa a bênção de Cristo, a casa como abrigo e proteção, o coelho que nos trás esperança, a xícara como sinal de hospitalidade, a pinha como definição de fartura e imortalidade, a pomba branca como sendo a paz, a cestinha de flores sendo os bons desejos, a ferradura como amuleto para atrair muita sorte, além de outros.

 

A Comida

 

O Natal significa comida, e comida especial, na maior parte do mundo cristão. O simbolismo que o alimento tem na mesa no dia de Natal vem das sociedades antigas que passavam muita fome e encontravam em algum tipo de carne - o mais importante prato - uma forma de reverenciar à Deus e à Jesus (ligada às palavras de Jesus: "Este é meu corpo"). Geralmente era servido porco, ganso - mais tarde substituído por peru, e peixe. Uma série de bolos e massas são preparados somente para o Natal e são conhecidos por todo mundo, como o Panetone, o Stollen, o Bolo de Reis, por exemplo. 

 

Para algumas pessoas a ceia natalina está ligada à última ceia de Cristo ao lado de seus discípulos, talvez realmente tenha alguma ligação. Porém, segundo consta na literatura a Ceia de Natal originou-se do antigo costume europeu de deixar as portas das casas abertas no dia de Natal para receber viajantes e peregrinos, e estes juntamente com a família hospedeira confraternizassem aquela data tão significativa para os cristãos.

 

Para essa comemoração, era preparada bastante comida, composta por diversos pratos. Essa tradição foi se espalhando pelo mundo e, em cada lugar sendo acrescentada uma particularidade local como, por exemplo, a adição do peru à ceia norte-americana, peculiaridade que logo passou a fazer parte dos costumes de outros países como o Brasil. A seguir, alguns dos principais pratos presentes na ceia brasileira:

• Peru
• Leitão

• Bacalhau
• Arroz
• Farofa
• Castanhas
• Nozes
• Salada Tropical

• Rabanadas
• Frutas frescas
• Cidra
• Vinhos
• Champagne
 


Mas nada o impede de inovar o cardápio e a decoração, de forma a deixar sua ceia natalina muito mais especial e exclusiva. Uma boa dica é não ingerir, de forma abusiva, bebidas alcoólicas para não estragar a comemoração.

 
  Você gostou? então compartilhe!!  
 
 
 
 

 

PAPAI NOEL - origem e tradição

 

Estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau Taumaturgo, que nasceu na Turquia em 280 d.C. O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.

Foi transformado em santo (São Nicolau) após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.

A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo (confira, abaixo, os nomes do bom velhinho em diversos países)

Até o final do século 19, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom. Porém, em 1881, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o bom velhinho com uma roupa, também de inverno, nas cores vermelha e branca (as cores do refrigerante) e com um gorro vermelho com pompom branco. A campanha publicitária fez um grande sucesso e a nova imagem do Papai Noel espalhou-se rapidamente pelo mundo.

 

Atualmente, a figura do Papai Noel está presente na vida das crianças de todo planeta, principalmente durantes as festas natalinas. É o bom velhinho de barbas brancas e roupa vermelha que, na véspera do Natal, traz presentes para as crianças que foram boas e se comportaram bem durante o ano. Ele habita o Pólo Norte e, com sua carruagem puxada por renas voadoras, traz a alegria para as famílias durante as festas natalinas. Como dizem: Natal sem Papai Noel não tem graça.

 

VB

 

    Voltar ao topo  

 

  no Correio Gourm@nd  

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

|

|

 

Copyright ©  -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 02 janeiro, 2018.

 
 

Voltar ao topo