CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO GASTRONOMIA EM NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

CORREIO GOURMAND

Mapa do Portal

 
GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR
GUIA FAZENDO FESTA
GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA
GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS
GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO
 

   

Apoio cultural: 

APROVADO  


 

 

 

OS SÍMBOLOS DO NATAL

 

 

Presépio

O presépio é um dos símbolos mais usados no Natal dos países católicos. É a reprodução do cenário onde Cristo nasceu: uma manjedoura, animais, Maria, José e o Menino Jesus, pastores e os três Reis Magos.

O costume de montar presépios surgiu no século 13, a partir de uma idéia de São Francisco de Assis para representar de uma forma mais realista o nascimento de Jesus. O primeiro presépio foi obra de um artesão de Pádua, Giovanni Villita, e foi montado para a missa do Natal de 1223 que foi celebrada diante dele, inspirando devoção a todos que o assistiam.

 

A idéia foi tão bem simbolizada que, rapidamente, passou a ser adotada em outras igrejas européias, sendo montada, também, nas casas particulares e sendo propagada por todo o mundo.

 
   

Presépio da Basílica da Estrela - Lisboa 

 

 

Primeira igreja do mundo dedicada ao Sagrado Coração de Jesus, a Basílica da Estrela foi manda construir por Dona Maria I, a louca, cujos restos mortais estão ali depositados. O complexo arquitetônico conta com a Basílica e o Convento da Ordem das Carmelitas Descalças, a construção teve início em 1779 e foi concluída em 1790.

 

O presépio encontra-se encerrado em armário com portas de vidro, permitindo a visão central e lateral; apresenta duas cenas centrais, subdivididas por um eixo, a "Adoração dos Pastores", cena que ofusca a Sagrada Família, no lado direito e "Cortejo dos Reis Magos", que surge no lado esquerdo; surgem, ainda, o "Anúncio aos Pastores", Fuga para o Egito", "Massacre dos Inocentes", "Matança do Porco", cego da sanfona, anões músicos e glória de anjos. As figuras enquadram-se em grutas e elementos arquitetônico. 

 

 

 

 

 

Basílica da Estrela

Praça da Estrela, 12

Horário: 2ª a Domingo das 8h00 as 19h00 Transportes: Autocarro – 709, 720, 738 Eléctrico – 25 e 28

Entrada Gratuita

Fone: +351213960915

 

Os Presépios em Portugal

 

Os presépios portugueses constituem importantes obras de arte, grandes barristas portugueses ocuparam-se com esta arte. Nestes presépios existe uma conciliação perfeita do folclore português com as correntes estéticas.

 

O Livro da Fundação do Mosteiro do Salvador da Cidade de Lisboa, de 1618, de autoria de Maria Baptista, refere-se à existência de um presépio ali, antes dos meados de Quinhentos, presépio esse muito venerado.

 

Há notícia de, pelo menos, outro presépio em Lisboa no século 16, este encomendado a Bastião d’Artiaga em 1558 pela irmandade dos Livreiros de Lisboa, para a Igreja de Santa Catarina do Monte Sinai.

 

No século 17, os presépios começam a espalhar-se pelo país.

 

O presépio barroco, no século 18, desenvolveu-se em Portugal no reinado de D. João V, recebendo talvez sugestão dos seus congêneres do Sul de Itália.

 

É neste século que se notabiliza, em Portugal, a produção de presépios pelas mãos de grandes barristas, em especial, Machado de Castro e António Ferreira.

 

Machado de Castro, em defesa perante as opiniões de um crítico, refere-se a António Ferreira, esclarecendo “que [se] não operou senão em barro, ou cera, não deixa por isso de ser Escultor”. Ora, tanto Machado Ferreira como António Ferreira, e de um modo geral todos os escultores da época, praticaram uma escultura de pequeno formato, em barro, onde a modelação impera.

 

Dos mais conhecidos presépios de Machado de Castro, destacam-se o da Igreja da Sé Patriarcal de Lisboa e o da Basílica da Estrela, também em Lisboa.

 

António Ferreira criou, também, importantes presépios, entre outros foi ele o escultor do enorme presépio da Igreja Madre de Deus, situada em Lisboa.

 

Nesta época, os presépios têm uma presença constante em igrejas, conventos e lares particulares. Infelizmente, muitos desses presépios foram desmantelados, como é o caso do famoso exemplar da Cartuxa de Laveiras, mesmo assim subsistem montados bons exemplares como é o caso do da Sé (1776), o da Basílica da Estrela (1782), o da Igreja de S. José, o da Capela da Senhora do Monte e o da Igreja dos Mártires; desmontados ou apenas com figuras avulsas estão em vários museus, como o Museu da Arte Antiga e do Azulejo.

 

Os presépios são largas narrativas que contam com a participação de pequenas figuras. Contudo, também existem em pequeno formato, com menor número de figuras e com uma narrativa mais sintética, como o do Palácio de Mafra, este é um pequeno presépio em madeira atribuído a José de Almeida.

 

De entres os presépios de maiores dimensões, temos como exemplos: o da Estela com cerca de 500 figuras e o da Madre de Deus com cerca de 200. Um outro presépio de grande dimensão encontra-se no coro alto do Mosteiro de Santo André de Ponta Delgada, nos Açores, e integrado no Museu Carlos Machado.

 

No século 19, o presépio começou a ser objeto da arte popular, caindo em desuso a criação de presépios de monumentais.

 

Com introdução, em Portugal, do costume da árvore de Natal no século 20, o presépio, infelizmente, passou para segundo plano.

 

Presépio da Basílica da Estrela, em Lisboa. São mais de 500 peças de terracota e cortiça policromada
 
CLIQUE AQUI
e veja essas e outras imagens ampliadas
 

Fontes: natalnatal.no.sapo.pt

Portugal Monumentos 

 
  Você gostou? então compartilhe!!  
 
 
 
 

 

    Voltar ao topo  

 

  no Correio Gourm@nd  

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

|

|

 

Copyright ©  -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 02 janeiro, 2018.

 
 

Voltar ao topo