CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO GASTRONOMIA EM NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

CORREIO GOURMAND

Mapa do Portal

 
GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR
GUIA FAZENDO FESTA
GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA
GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS
GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO
 

   

Apoio cultural: 

APROVADO  


 

OS SÍMBOLOS DO NATAL

 

 

O hábito de presentear no Natal
 


Presentear é tão antigo quanto a própria humanidade. É uma reação que acompanha importantes rituais em todas as sociedades. Os pagãos presenteavam as divindades e nós presenteamos nos aniversários, casamentos, formaturas... e, claro, por ocasião do Natal.

 

O presente natalino é uma tradição que tem raízes cristãs, inspiradas na visita dos Reis Magos, que levaram oferendas ao Menino Jesus. Melchior, Gaspar e Baltasar lhe ofereceram ouro, incenso e mirra, e nós oferecemos presentes aos nossos familiares e amigos. É uma expressão silenciosa de nosso bom sentimento para com eles.

O costume de colocar presentes sob as árvores de Natal começou durante o reinado de Elizabete I, filha de Henrique VIII, na Inglaterra, do século 16. Ela promovia festas natalinas e recebia muitos presentes. Como era praticamente impossível receber diretamente todos os presentes que lhe eram dados, adotou-se o costume de deixá-los sob uma grande árvore natalina, montada nos jardins do palácio.

 

Papai Noel, como já vimos, foi inspirado em São Nicolau, que, antes de ser santo, foi bispo da cidade de Mira, na Turquia, e, rico e caridoso, costumava, anonimamente (mas nem tanto, já que até nós ficamos sabendo) colocar saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.

 

Assim, também, surgiu o amigo secreto, como uma forma escondida de presentear as pessoas e, também, de colocar presentes debaixo da árvore de Natal, sem que ninguém saiba de quem são e quem os colocou ali.


Um tipo de presente para cada um


Existem vários tipos de presentes, mas é bom ficar atento aos gostos das pessoas na hora de comprá-los.

• Crianças são ligadas a brinquedos e existe uma grande variedade dos mesmos nas lojas especializadas. Não pense que uma roupa ou um sapato irá agradar mais os pequenos do que os brinquedos, isso é um engano e tanto.

• Jovens e adolescentes gostam muito de música e um aparelho do tipo ipood ou mp3 terá grande aceitação. Os artigos de informática, como jogos, também são bons presentes, além de roupas, sapatos, tênis, acessórios, perfumes, dentre outros.

• As mulheres costumam ser mais exigentes, peças de jóias é um agrado total. Sapatos e bolsas também são bem aceitos, além de lingeries finas, perfumes e cremes.

• Como os homens são mais práticos, preferem objetos que usam em seu dia-a-dia, como carteiras, sapatos, camisas, calças, perfumes, etc.

• Pessoas de idade mais avançada nem sempre são fáceis de agradar. É preciso estar bem atento aos gostos dos mesmos, mas os melhores são produtos que possam usar todos os dias. Perfumes, sabonetes, pijamas e camisolas são bons presentes, bem como uma deliciosa caixa de bombons finos, se este não tiver problemas de saúde relacionados aos mesmos.

• Não se esqueça de presentear as pessoas que fazem parte de sua vida, mesmo que de forma simples, como sua empregada doméstica, motorista, porteiro, zelador, lixeiro, e outros.

O importante é que a data traga renovação, alegria e paz para todos.

 
  Você gostou? então compartilhe!!  
 
 
 
 

 

    Voltar ao topo  

 

  no Correio Gourm@nd  

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

|

|

 

Copyright ©  -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 02 janeiro, 2018.

 
 

Voltar ao topo