--

  CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO GASTRONOMIA EM NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

GASTRONOMIA EM NOTÍCIAS

Mapa do Portal

 
GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR
GUIA FAZENDO FESTA
GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA
GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS
GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO
 

  CADERNO GASTRONOMIA EM NOTÍCIAS  

GASTRONOMIA EM NOTÍCIAS

Alimentando o saber, aprimorando o paladar...

 

Apoio cultural: 

 


 

6º SLOW FILME

Festival Internacional de Cinema e Alimentação

 

  Festival Internacional de Cinema com foco na Gastronomia, para nutrir os sentidos e o intelecto. É o Slow Filme, em Pirenópolis - Goiás

 

 

27 de agosto de 2015 - Acontece na pequena Pirenópolis, interior de Goiás, o “6º. SLOW FILME – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA, ALIMENTAÇÃO E CULTURA LOCAL”, no período de 10 a 13 de setembro. O festival irá exibir 19 títulos internacionais e brasileiros, entre inéditos e raridades recuperadas, filmes que com criatividade e diferentes abordagens falam sobre tradições, hábitos e soluções alimentares em variadas culturas. Paralelamente, o Festival Slow Filme de Pirenópolis programou degustações internacionais, como a de champagnes da França, a de vinhos e queijos orgânicos da Suíça, e a de massas italianas, além de promover visitas a uma vinícola local, a Vinícola Pireneos, que está colocando os vinhos de Goiás no mapa dos vinhos brasileiros de qualidade. A programação gastronômica também inclui cursos de cerveja artesanal e almoços especiais, com menu inspirado nos filmes do Festival, pelo chef Juan Pratginestós, no restaurante Montserrat, tudo na avant-gard Pirenópolis.

 

Cardápio cinematográfico – A seleção de filmes do Festival tem curadoria do professor e crítico Sérgio Moriconi, prometendo alimentar e aguçar a mente e o paladar.  Na tela do Cine Pireneus, em sessões gratuitas, passarão filmes aguardados, como o peruano ‘Na trilha de Gastón’, que apresenta a gastronomia original e o pensamento do chef Gastón Acurio (atualmente o mais conceituado chef sul-americano) e o filme japonês ‘Pequena Floresta: Verão&Outono’, uma deslumbrante ficção que mostra o retorno de uma chef de cozinha a sua pequena cidade natal e a opção por sempre preparar os alimentos com os ingredientes naturais de cada estação do ano. Também inéditos, são o suíço ‘Z’Alp’ (mostrando a vida de três famílias de agricultores nos Alpes suíços), o italiano ‘O Último Pastor’, sobre um homem que resolve ir para o centro de uma grande cidade mostrar às crianças da metrópole como são as ovelhas, e o canadense ‘O Produtor de Chocolate’, que acompanha um ano na vida de uma família do sul de Belize, produtora de cacau com métodos como os dos antigos maias.

 

Como destaque, uma homenagem à Itália com a exibição do curta-metragem ‘O Macarrão’ (I Maccheroni), de RaffaeleAndreassi, um emocionante filme de 1959 que foi recentemente recuperado pela Cinemateca de Bolonha sobre o costume das famílias de comer macarrão com molho de tomate aos domingos. E também uma seleção de três curtas assinados pelo grande cineasta italiano Vittorio de Seta: ‘O Tempo do Peixe Espada’, ‘A Parábola do Ouro’ e ‘Um dia na Barbagia’ (Un Giorno en Barbagia). Os filmes fazem parte da série de documentários realizados por De Seta entre 1954 e 1959, registrando o cotidiano dos trabalhadores pobres da Sicília, terra natal do diretor, e que demonstram sua imensa capacidade narrativa. Outro título italiano que promete despertar curiosidade, ‘Pasta Mania’, apresenta a imensa diversidade de maneiras de preparar macarrão e oferece dados surpreendentes como o fato de, a cada ano, serem consumidas no mundo 11 mi. de toneladas de massa.

 

Dentre os filmes nacionais, ‘O Encontro dos Sabores – no Rio Negro’, dirigido pelo cineasta amazonense Aurélio Michiles, que apresenta o registro da expedição gastronômica realizada neste rio amazônico pelo estudioso de alimentação Toni Massarés, diretor da Fundação ALICIA, criada pelo chef catalão Ferran Adriá. E ‘Tecendo Memórias’, de Flávio Soares, que mostras as histórias contadas por integrantes da comunidade tecelã de Uberlândia e as lições que são passadas de geração em geração.

 

Degustações - Estão programadas três degustações durante o SLOW FILME. Na noite de sexta-feira, após a exibição do longa-metragem suíço ‘Z’Alp’, dirigido por Thomas Rickenmann (uma ode à natureza e à vida rural cheia de tradições, belezas e muito trabalho), haverá degustação gratuita de vinhos orgânicos suíços e queijos da Queijaria Alpina, numa parceria com a Embaixada da Suíça. No sábado pela manhã, outra degustação, desta vez paga, servirá quatro tipos de champanhe, com a presença do enólogo francês Ronan Kerrest, que vai destacar as diferenças entre cada um. Parceria com a Embaixada da França. E no sábado à noite, logo depois da projeção de ‘Pasta Mania’, o especialista Paulo Turziani, chef da Barilla no Brasil, discorrerá um pouco sobre a história da massa na Itália. Na ocasião, será servida uma salada fria de massa com salmão. Evento gratuito.

Dentre os passeios, está sendo proposta uma visita a Cocalzinho de Goiás, para conhecer a Vinícola Pireneus e degustar os vinhos finos produzidos no local, como os dois excelentes rótulos bastante concorridos no mercado: Intrépido e Bandeiras. O município vem surpreendendo especialistas – um dos tintos produzidos no cerrado se destacou como um dos cem melhores do mundo. O passeio terá o custo de R$ 100,00 por pessoa. Outra atividade sugerida pelo festival é o Curso de Cerveja Artesanal, a ser ministrado no sábado por Gabriel ‘Stonewood’ – Membro da AcervA-GO (Associação de cervejeiros Artesanais do Estado de Goiás), ao custo de R$ 120,00. E pra fechar a festa de sabores, um almoço, no domingo, no restaurante Montserrat, preparado pelo chef Juan Pratginestós, com menu especialmente inspirado no SLOW FILME.

 

O Festival é uma realização da Objeto Sim Projetos Culturais e este ano conta com a parceria das embaixadas da Suíça, Itália, França, Canadá, Espanha e EUA, da Casa Thomas Jefferson, Barilla, SlowFood Pirenópolis e UEG e das Secretarias de Turismo e Cultura da Prefeitura local.

 

O 6º Slow Filme – Festival Internacional de Cinema e Alimentação conta com parcerias das pousadas Templários, Tajupá, Divina Pousada, Vila Bia, Abacateiro, Vila Mariana e Arvoredo, todas situadas em Pirenópolis. Também tem o apoio do Restaurante Montserrat e Forneria Pireneus.

 

 

Saiba mais em: https://www.facebook.com/festivalslowfilme

 
  Você gostou? então compartilhe!!  
 
 
Voltar à página principal de GASTRONOMIA NO BRASIL
 

Pirenópolis é um pequena e encantadora cidade histórica do interior de Goiás, uma das mais antigas do Estado, retrato vivo da história goiana, onde um povo hospitaleiro, alegre e festivo, convive com um ambiente de extrema beleza natural. Tombada como Patrimônio Nacional, a cidade, carinhosamente chamada de Piri, conserva seu aspecto antigo e bucólico, com seu bem preservado casario colonial e igrejinhas do século 18, que se espalham por suas ladeiras e ruas de pedra. Com privilegiado potencial turístico, possui boa infra-estrutura de hospedagem e serviços. É cercada de morros e cachoeiras, que agradam aos ecoturistas e amantes da natureza

 

 

 

|

|

 

Copyright ©  -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 02 janeiro, 2018.

 
 

Voltar ao topo