CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO DE NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Mapa do Portal

 
GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR
GUIA FAZENDO FESTA
GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA
GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS
GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO
 

 

APROVADO

 

 

no CORREIO GOURM@ND

 

    

 

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

  ALIMENTOS
     
BEBIDAS
     
  UTENSÍLIOS
     
  EQUIPAMENTOS
     
  MARCAS

 

 

 

 

 

 

 

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS  

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Alimentando o saber, aprimorando o paladar...

Apoio cultural: 

 

 
 


 



 

PEIXE
Peixe é o nome com que se designam os animais vertebrados adaptados à vida aquática, com esqueleto ósseo ou cartilaginoso e temperatura variável segundo as oscilações térmicas do ambiente.

Com mais de trinta mil espécies conhecidas, entre as quais há amplo predomínio das marinhas sobre as de água doce, os peixes foram os primeiros vertebrados a surgir no curso da evolução da vida na Terra.
 

O pescado é uma fonte proteica importante, principalmente em países subdesenvolvidos. Em países do sudeste asiático, como Tailândia, Vietnã, Camboja, Filipinas e Indonésia, o pescado fermentado suplementa uma parcela considerável das necessidades diárias da população de baixa renda. A pesca de subsistência é uma prática comum em muitos países, inclusive no Brasil, principalmente nas regiões pantaneiras e amazônica.

Embora o Brasil possua uma costa extensa, a produção legal de pescados é estatisticamente insignificante. O consumo está certamente muito acima do registrado pelo comércio, pois além da já citada pesca de subsistência, a pesca esportiva, seja em rios e lagos ou em pesque-pagues, é responsável por um volume gigantesco de pescado, consumido "in natura".

 

A carne do peixe fresco é considerada uma das melhores em se tratando da facilidade de digestão e valor nutritivo. Com relação ao sabor e à qualidade de sua carne, os peixes podem ser divididos em quatro grupos básicos:

1a linha - Badejo, Cherne, Linguado, Merluza, Namorado e Robalo
2a linha - Abrótea, Albacora, Atum, Cioba, Dourado, Enchova, Espadarte, Garoupa, Marlim, Mero, Michole, Pargo, Pescada, Sargo-de-dente, Tira-Vira e Trilha.
3a linha - Batata, Baúna, Bicuda, Bujupirá, Bonito, Cação, Caranha, Cavala, Corvina, Goete, Olhete, Olho-de-Boi, Olho-de-Cão, Pampo, Pescadinha, Pira, Piraúna, Raia, Sernambiguara, Serra, Sororoca, Tainha, Vermelho, Viola, Xaréu, Xerelete e Xixarro.
4a linha - Bagre, Baiacu, Carapicu, Cavalinha, Coco-Roca, Congro, Galo, Espada, Manjuba, Moréia, Parati, Peixe-Porco, Piranjica, Sardinha e Ubarana

 

Como Escolher Peixe

 

A menos que o peixe ainda esteja realmente vivo, ao comprá-lo, é importante observar alguns detalhes que indicam seu estado de conservação. De uma forma geral, o aspecto externo de um peixe fresco deve ser muito semelhante ao do peixe vivo. Aí estão algumas dicas importantes:

  • O corpo do peixe deve estar firme e resistente com o ventre normal, nem murcho nem inchado.
     

  • A rigidez cadavérica é um excelente indício de que o peixe morreu há pouco tempo, porém deve se observar se a rigidez não é devido a um congelamento anterior; na rigidez cadavérica consegue-se dobrar o peixe após algumas tentativas, no peixe congelado isso não é possível.
     

  • O olho do peixe deve estar brilhante com a pupila escura e a íris branca ou amarelada, olhos esbugalhados e turvos indicam deterioração.
     

  • As brânquias devem estar vermelhas ou rosadas e úmidas; a coloração pálida e o aspecto viscoso indicam deterioração.
     

  • O peixe deve apresentar um cheiro normal de maresia; o cheiro ácido ou azedo indica normalmente o início do processo de deterioração.

 

 

Para conhecer dicas de como lidar com pescados, clique aqui.

 

 
 

ALIMENTOS de A a Z

 
  Albacora
Abrótea
  Atum
 

Bacalhau

  Badejo
  Bagre
  Baiacu
  Batata
  Cação
  Carapicu
  Cavalinha
  Cherne
  Cioba
  Coco-Roca
  Congro
  Dourado
  Enchova
  Espada
  Espadarte
  Galo
  Garoupa
  Linguado
  Manjuba
  Marlim
  Merluza
  Mero
  Michole
  Moréia
  Namorado
  Parati
  Pargo
  Peixe-Porco
  Pescada
  Piracanjuba
  Piranjica
  Pirarucu
  POLLOCK DO ALASCA
  Robalo
  Saint Pierre
  Salmão
  Sardinha
  Sargo-de-dente
  Surubim
  Tambaqui
  Tira-Vira
  Trilha
  Truta
  Tucunaré
  Ubarana
 

 

 

Composição da carne de peixe versus outras carnes ou alimentos

(em cada 100g)

 

 

 

 

 

Fonte:

Guia de Peixes do Litoral Brasileiro

Marcelo Szpilman

Enciclopédia Britânica

 

 

Voltar à página principal de DICIONÁRIO GASTRONÔMICO DE ALIMENTOS - Pescados

 

    Voltar ao topo  

 

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

|

|

 

Copyright ©  -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 02 janeiro, 2018.

 
 

Voltar ao topo