CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO DE NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Mapa do Portal

 
GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR
GUIA FAZENDO FESTA
GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA
GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS
GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO
 

  DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS  

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Alimentando o saber, aprimorando o paladar...

 

Apoio cultural: 

APROVADO  

 

abrotéa

O bacalhau brasileiro

 

Abrótea é o nome comum a vários peixes do mar, do gênero Urophycis. Pertence à ordem Gadiforme, a mesma do Gadus morhua, o que a faz parente do legítimo bacalhau - um  parente distante, entretanto, já que são de famílias diferentes - a abrótea é da família Phycidae, enquanto o morhua é da família Gadidae.

 

Peixes típicos do Atlântico Ocidental, encontrados, também, no Mediterrâneo e Sul do Pacífico, vivem em fundos de areia, lama ou cascalho, entre 10m e 200m de profundidade. No Brasil, são comuns na costa Sul e Sudeste. Costumam formar grandes cardumes, alimentando-se de pequenos peixes e crustáceos.

Também conhecido por abrote, brota ou bacalhau brasileiro, é um peixe de escamas miúdas e corpo alongado, que alcança de 60cm a 1,30m de comprimento.  Os exemplares comerciais têm, em média, 65cm de comprimento e o peso médio oscila entre 1,5kg e máximo de 3kg.  Apresentam coloração parda (de cor marrom-escura a olivácea), ventre claro, esbranquiçado, um pequeno barbilhão abaixo da mandíbula, nadadeiras dorsal e anal longas, próximas à caudal.

São duas as variedades encontradas no Brasil:

1- a Urophycis brasiliensis (abrotea) - espécie costeira - encontrado no Atlântico Sul, com até 80 cm de comprimento, corpo alongado e comprimido, dorso marrom-escuro a oliváceo, ventre branco-amarelado, nadadeira dorsal longa e barbilhão curto no maxilar inferior.

2- a U. cirrata (abrotea-de-profundidade) - ocorre sobre o talude (região escarpada submarina situada entre a plataforma continental e a zona abissal, com profundidade variando de 200 a 1.000m) chegando a profundidades maiores que 400 metros.

Entre 2000 e 2002 o volume total desembarcado dessas duas espécies juntas, no Estado de Santa Catarina, variou de 1.189 t até 6.259 t, resultando em uma produção média de 3.918 t. Cabe ressaltar, no entanto, que a essa produção incorpora-se um significativo aumento relativo da abrótea-de-profundidade, em função do recente desenvolvimento da atividade de arrasto de talude no Sudeste e Sul do Brasil.

É rico em proteínas e o sabor e o aspecto são parecidos com o do primo famoso. Normalmente é usado fresco, prestando-se a todo tipo de preparo - cozido, frito, ensopado, assado, etc. Pode ser encontrado salgado. Suas ovas, também, são bastante apreciadas.

Receitas DOS GRANDES CHEFS, CLIQUE AQUI.

Fontes: Enciclopédia Britânica

Thesaures

Você gostou? então compartilhe!!  

Voltar à página principal de PEIXES

 
 

 

Nome científico: Urophycis brasiliensis
 

Português: Abrótea, Abrótea-de-fundo, Bacalhau brasileiro, Brota, Brótula.  

 

Outros idiomas:

Francês* - Phycis brésilien, merluche

Espanhol - Brótola, Brótola brasileña

Inglês - Brazilian codling

 

A Composição Nutricional em 100g

Nutrientes

Quant.

Unid.

% VD(*)

Calorias

 80

  kcl

  3

Carboidratos

  0

  g

  0

Proteínas

  20

  g

  40

Lipídios

  1,3

  g

  2

Sódio

  179,4

  mg

  7

Cálcio

  62

  mg

  8

*Valores Diários de referência com base em uma dieta de 2500 calorias.

 

    Voltar ao topo  

 

  no Correio Gourm@nd  

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

|

|

 

Copyright   -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 02 janeiro, 2018.

 
 

Voltar ao topo