CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO DE NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Mapa do Portal

 
GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR
GUIA FAZENDO FESTA
GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA
GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS
GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO
 

  DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS  

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Alimentando o saber, aprimorando o paladar...

 

Apoio cultural: 

 

Clique aqui

veja imagens de Aaleesund ampliadas

 

BACALHAU

O Rei do Atlântico Norte

 

 

A Noruega
 

 

Situado no norte da Europa, a Noruega é o quinto país europeu em superfície, ocupa a porção ocidental da península da Escandinávia e tem parte de seu território localizado dentro do círculo polar ártico.

 

A Noruega lidera o Índice Global da Paz, possui o segundo maior PIB nominal per capita (atrás de Luxemburgo) e apresenta o segundo mais alto Índice de Desenvolvimento Humano (atrás da Islândia).

 

Oslo é a capital e cidade mais populosa do país. Outras cidades importantes são Bergen, Trondheim e Stavanger.
 

 

 Para saber mais sobre a Noruega Clique aqui

 

 

O país do bacalhau
 

 

A Noruega é o principal e mais tradicional produtor de bacalhau do mundo e, como pudemos ver anteriormente, não bem porque tenha escolhido isso, mas por ter sido eleita por eles, os peixes, como terra, ou melhor dizendo nesse caso, acqua mater.

 

O bacalhau da Noruega, também conhecido como bacalhau-do-Atlântico, representa 50% do bacalhau à venda no mercado mundial hoje. Textura, sabor, aroma prolongado, entre outras propriedades, fazem dele um produto altamente apreciado e utilizado nas confecções culinárias de diversas culturas.

 

A exportação do bacalhau é a segunda maior atividade econômica da Noruega, ficando atrás apenas da exploração e comercialização do petróleo. Para representar essa ativa indústria pesqueira no resto do mundo, o Ministério Norueguês da Pesca criou, em 1º de julho de 1991, o Conselho Norueguês da Pesca (CNP). O órgão, financiado pela indústria pesqueira norueguesa, conta com escritórios de representação em 10 países - o Brasil é um deles (1993) - e é responsável por todo o trabalho de marketing dos produtos do mar da Noruega.

 

Os noruegueses correspondem à preferência do peixe pelas suas águas consumindo-o tanto fresco quanto em qualquer forma de beneficiamento. Apreciam, principalmente, o lombo, de carne espessa e firme (e quem não aprecia, não é mesmo?). Adoram e utilizam muitas receitas portuguesas, povo com quem possuem um longo laço de convivência e ao qual, inclusive, se atribui a origem de noruegueses com traços ibéricos em algumas regiões pesqueiras muito freqüentadas pelos pescadores lusos de antigamente.

 

A cidade norueguesa de Aalesund é conhecida como a capital mundial do bacalhau - estão lá as maiores indústrias de transformação e um dos principais portos de exportação. Essas empresas fazem a seleção e o manuseio de sua preciosa carne e dos valiosos subprodutos, entre eles fígado e ovas, e, também, dos nem tão caros, como a cabeça.

 

 

Aalesund - Capital Mundial do Bacalhau

 

 

Aalesund é o maior centro exportador de pescado e derivados de toda a Noruega. A cidade orgulha-se de sua tradição pesqueira, com sofisticadas instalações portuárias, técnicas avançadas, modernos equipamentos, enorme frota e inúmeras indústrias de processamento que recebe barcos modernos, de 200 a 300 toneladas, com peixes pescados nas águas geladas de diversas regiões do Hemisfério Norte - da própria Noruega, do Alasca, Canadá, Islândia e da Groenlândia.

Há 45 minutos de avião de Oslo, a cidade, uma comuna debruçada no mar, com 98 km² de área e 40 mil habitantes (censo de 2003). Está situada sobre um arquipélago da costa ocidental norueguesa e ocupa três das ilhas exteriores (Hessa, Aspøy e Nørvøy) na entrada do magnífico fiorde de Geiranger.

A História da cidade é marcada por uma tragédia que, embora tenha feito uma única vítima fatal, deixou desabrigadas perto de 10 mil pessoas. Em 23 de janeiro de 1904, um grande incêndio, provocado por raios de uma violenta tempestade, praticamente destruiu a cidade, consumindo num período de 12 horas de fogo intenso, mais de 800 construções de madeira, como é comum na região. Entretanto, pôde contar com a benevolência do Kaiser Guilherme II da Alemanha, que costumava passar períodos de férias na cidade. Para reconstruí-la ele enviou centenas de artesãos alemães e cinqüenta arquitetos que, dos escombros, em três anos, erigiram uma nova cidade inteiramente no estilo Art Nouveau, o must em arquitetura na época. Hoje, com seus prédios pequenos e coloridos, Aalesund é um patrimônio da humanidade, reconhecido pela UNESCO.

Uma das atrações da cidade é o pitoresco Museu da Pesca de Aalesund, que reproduz o cenário de um armazém antigo e o interior das velhas fábricas. Há apenas três quilômetros da cidade, fica o maior Oceanário da Escandinávia, um espaço que se distribui por uma área total de 6000 metros quadrados. Entre todas as atrações disponíveis (e são muitas), merece especial destaque o enorme aquário (mais de 4 milhões de litros de água) dedicado à fauna e flora atlântica, com direito, até, a mergulhador de serviço para "alimentar" os peixes.

 

Todos os anos, no final de agosto, Aalesund é palco de um famoso festival de comida tradicional norueguesa, o "Den Norske Matfestivalen". Durante uma semana, os cerca de 60 mil visitantes que chegam de todas as partes da Noruega e do exterior para o Festival encontram muita comida boa, degustações, demonstrações e seminários relacionados à gastronomia e uma extensa programação de shows ao ar livre (onde não falta nem mulatas brasileiras dançando samba). No evento acontece, também, um dos mais importantes concursos gastronômicos profissionais noruegueses, atraindo chefs de várias categorias de todo o país.

 

 

Virgínia Brandão

Você gostou? então compartilhe!!  

Voltar à página inicial de BACALHAU

 
 
 

 

 

Círculo Polar Ártico

 

O Círculo Polar Ártico é a linha que coincide com o paralelo da latitude 66º 33’ 39" ao Norte do Equador e que separa a zona climática temperada da região polar no hemisfério Norte. A região polar tem, pelo menos, um dia de noite absoluta (24 horas de escuridão) no inverno e, pelo menos, um dia de luz absoluta (24 horas de sol) no verão boreal (sol da meia-noite).
 
As principais áreas pelas quais passa o Círculo Polar Ártico são o Norte do Canadá, o Sul da Groelândia, o extremo Norte da Islândia (ilha de Grímsey), o Norte da Escandinávia e o Norte da Rússia.


 

 

Mar do Norte

Parte do oceano Atlântico situada entre as ilhas britânicas e o noroeste do continente europeu.
A mistura de águas de características distintas favorece o desenvolvimento da vida marinha no mar do Norte. A pesca (cavala, arenque, bacalhau) se concentra nos bancos de Dogger, Fisher, Jutlândia e Terschelling. Os países que mais se beneficiam dessa riqueza são Noruega, Dinamarca, Reino Unido e Países Baixos. Acordos internacionais regulam a pesca na região, com cotas estabelecidas para cada país. A existência de portos naturais, amplos estuários e canais fluviais estimulou o comércio marítimo, muito importante desde os tempos da Liga Hanseática, na Idade Média. Alguns de seus portos e cidades mais importantes são Antuérpia, Rotterdam, Amsterdam, Wilhelmshaven, Bremen, Hamburgo, Esbjerg, Stavanger, Dundee, Edimburgo, Hull e Londres.

 

Mar da Noruega

Parte do Atlântico norte limitada pela Groenlândia a noroeste, Noruega a leste, mar do Norte, ilhas Faroe e ilhas Shetland ao sul, e Islândia a oeste. Tem as mesmas características físicas e biológicas do oceano Atlântico e do oceano Ártico. Profundidade máxima: 3.970m.

 

Mar de Barents

Parte do oceano Ártico ao norte da Noruega e da Rússia européia, entre as ilhas de Svalbard e Nova Zembla. Seu nome se deve a Willem Barents, que o cruzou repetidas vezes entre 1594 e 1597. 1.405.000km2.

 

Terra Nova

A Terra Nova (Newfoundland) é uma ilha localizada no oceano Atlântico, no Nordeste da América do Norte, e que forma, com parte do Labrador, uma província do Canadá. Separa-se do continente pelo golfo de São Lourenço e pelos estreitos de Belle Isle e Cabot. Com superfície de 110.500km2, é a região americana mais próxima da Europa, a 2.630km da Irlanda. De forma triangular, recortada por fiordes nas costas leste e sul, tem 1.630km2 de lagos e rios. St. John's é a principal cidade e capital da ilha.

 

 

clique aqui

e veja os mapas ampliados dessas regiões.

 

 
 

 

Aalesund é famosa por sua arquitetura em estilo Art Nouveau e cortada por pitorescos canais.

Voltar ao topo  

 

  no Correio Gourm@nd  

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

|

|

 

Copyright   -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 02 janeiro, 2018.

 
 

Voltar ao topo