CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO GASTRONOMIA EM NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Mapa do Portal

 
GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR
GUIA FAZENDO FESTA
GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA
GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS
GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO
 

  DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS  

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Alimentando o saber, aprimorando o paladar...

Apoio cultural: 

APROVADO  

 

ALECRIM

 

 

Planta aroma forte e agradável e com propriedades estimulantes, o alecrim pertence à família das labiadas e é originário da região do Mediterrâneo, Canárias e Madeira.

 

O alecrim é uma planta cercada de misticismo. Entre os povos grego e romano era tida como uma erva sagrada. Usada como incenso ou carregada como amuleto para atrair bons fluídos, principalmente em casamentos, e afastar mau-olhado, quebranto e inveja. Na Idade Média, era usada como defumador e fumigantes em dormitórios com pessoas enfermas. Também os egípcios usavam o alecrim em seus ritos, visto que os túmulos têm vestígios da planta.

 

A busca da cura da alma, através do alecrim, também revelou aos povos antigos o caminho para a cura do corpo físico. A versatilidade terapêutica da planta demonstrada nas propriedades analgésica, anti-depressiva, anti-reumática, anti-séptica, anti-espasmódica e adstringente, entre outras.

 

 

Características da Planta

 

O alecrim é um arbusto  com altura  média de 1 metro, muito ramificado, sempre verde, com hastes lenhosas, folhas pequenas e finas em forma de agulha, opostas, lanceoladas. A parte inferior das folhas é de cor verde-acinzentada, enquanto a superior é quase prateada. As flores reúnem-se em espiguilhas terminais e são de cor azul ou esbranquiçada. O fruto é um aquênio¹.

 

Perene (seca no inverno e rebrota no verão), o alecrim é a planta preferida das abelhas e floresce praticamente o ano todo, geralmente em encostas rochosas e ensolaradas ou ainda em solos seco e arenosos. Não necessita de cuidados especiais nos jardins.

 

Para Plantar:

 

Cresce bem em ambientes muito ensolarados, e o solo relativamente pobre em vez de prejudicá-lo, deixa a planta mais densa e com perfume acentuado. Por isso, você pode plantar sua mudinha em vasinhos com 20 cm de diâmetro, usando terra comum de jardim. Para obter novas mudas, é só lascar um galho e plantar em solo úmido.

 

Utilização

 

Uso na culinária
De sabor fresco e doce, o alecrim confere aroma delicioso a vários pratos, principalmente em carnes (em especial de porco e carneiro) e aves em geral, entrando, também, na composição de molhos, omeletes, sopas e cozidos. Dá, também, sabor especial a batatas e manteigas. No churrasco, espalhe suas folhas sobre as brasas para perfumar a carne.

 

Os italianos não abrem mão dessa erva, muito apreciada para dar sabor ao carneiro, ao cabrito e ao vitelo. Aves assadas, envoltas em ramos de alecrim, são muito também são muito populares. Na Toscana, na Páscoa, consome-se  o Pane di Rosmarino, feito de massa branca, levemente adocicada, acrescida de uvas passas, molho de azeite e alecrim, com cobertura de açúcar. Na Provence, sul da França, é usado ainda para o tempero de peixes. É, aliás, uma das três ervas básicas da região. As outras são o tomilho e a segurelha.  Faz, também, parte do famoso Herbes de Provence (tempero francês com várias ervas).

 

O alecrim não perde seu sabor no cozimento, como a maioria das outras ervas. Tanto o ramo quanto suas folhas longas podem ser adicionadas às comidas. Sempre devem ser retiradas do prato antes deste ser servido. Misturado em pequenas quantidades às massas caseiras de pão, o alecrim fresco dá um gosto saboroso e exótico a massa, e deixa o pão digestivo e energético.
 

Excelente para aromatizar vinagres e azeites. o alecrim é, também,  muito utilizado na decoração de pratos.

 

Vinho com alecrim: Coloque alguns galhinhos de alecrim fresco em um bom vinho tinto e deixe macerar durante 21 dias bem fechado com parafina na rolha. Guarde em lugar escuro, deitado. Quando passar esse tempo, coe e acrescente mel puro à gosto (o mel é opcional). Sirva pequenos cálices antes do jantar. Além de ser ótimo para a digestão, ajuda a clarear as idéias para um novo dia de trabalho.

 

Forma de venda: Pode ser encontrado fresco ou desidratado (seco). As folhas frescas possuem aroma mais puro, sendo preferidas. O alecrim desidratado tem um sabor mais concentrado, portanto é recomendável usar uma quantidade menor.

 

 

Como escolher e onde encontrar


Fresco:
maços e vasinhos de alecrim fresco são encontrados em feiras, mercados e supermercados. Escolha os ramos com as folhas mais viçosas e que não estejam manchadas nem murchas.
Seco: encontrado em supermercados e empórios. Verifique o prazo de validade.

 

Uso caseiro:  Inseticida natural, plantado na horta protege as outras plantas. Ramos de alecrim frescos, colocados entre as roupas defendem-nas de ataque de traças.

 

Chá de Alecrim

Para cada xícara de água fervendo, utilize 4 gramas de folhas de alecrim.

Toma-se depois das refeições.
 

 

 

Uso Medicinal:
O alecrim é uma planta que ama o calor e a vida. Ele aquece e estimula o cérebro e o corpo. É ótimo como cardiotônico e ajuda a diminuir os níveis de colesterol no sangue; atua como estimulante, anti-reumático, resolve rapidamente dores de estômago e azias e restitui a energia dos cansados e estressados por muito esforço mental. Por sua qualidade penetrante, é muito eficiente no tratamento de problemas respiratórios, desde o simples resfriado, catarro, sinusite até casos de asma (a inalação é o uso mais indicado). Usado externamente, por sua poderosa ação anti-séptica, é excelente para limpar feridas, principalmente de diabéticos e pessoas que tem dificuldades de cicatrização.

 

O alecrim é usado pela medicina Antroposófica como uma planta calorífica que ativa o sangue sendo indicada para a anemia, menstruação insuficiente, e contribuindo, também, para assimilação do açúcar (nos diabéticos) e para refazer o sistema nervoso depois de uma atividade intelectual.


Efeitos colaterais: Contra indicado para mulheres grávidas e portadores de epilepsia.

 

Efeitos Energéticos

 

Diz-se que o alecrim é um "Costurador do Plexo Solar". Ele restitui rapidamente a energia perdida, dá mais estrutura de trabalho aos que lidam muito com o mental racional, é uma das ervas que ajuda na depressão e estados permanentes de cansaço por problemas emocionais. Ajuda, também, muito as crianças com uma estrutura emocional passiva, as que não respondem de forma concreta às agressões da vida. Aumenta a capacidade de aprendizado. É a planta chave da falta de auto estima. Atua nos desconfiados, nos que não acreditam em si mesmos, nos que não têm coragem de se lançar em novos projetos. É a erva da coragem.

 

 

Uso Cosmético

Vinagre de alecrim ou chá bem forte no cabelo depois de lavado estimula a saúde dos folículos capilares e evita a calvície (escurece os cabelos também, então não é indicado para loiros). Na pele, restabelece o ph natural (é ligeiramente adstringente). O óleo de alecrim é bom para passar no corpo após o banho.

Tônico facial de alecrim: 1½ xícara de água, 1 maço de alecrim, ½ dose de conhaque. Ferva o alecrim na mistura de água e conhaque por 15 minutos. Filtre e conserve em vidro escuro.

Para pele precocemente envelhecida: deixe 50gr de alecrim em infusão em 1 litro de água fervendo por 10 minutos. Coe, coloque em garrafa previamente esterilizada e use para fazer compressa no rosto após a limpeza. Conserve na geladeira,

 

Uso Religioso: Em templos e igrejas, o alecrim é queimado como incenso desde a antigüidade. Na Igreja Ortodoxa grega, o seu óleo é utilizado até aos nossos dias, para unção.

 

Uso mágico: Afasta olho gordo, erva da juventude eterna, do amor, amizade e alegria de viver. Erva colocada debaixo do travesseiro afasta maus sonhos. Tocar com alecrim na pessoa amada faz ter seu amor para sempre. Poção de amizade leva alecrim.

 

Lendas e Mitos: Diz a lenda que durante a fuga para o Egito, Nossa Senhora sentou-se à sombra de um pé de alecrim para dar de mamar ao menino Jesus, pendurando seu manto no arbusto. Por isso, acredita-se que a cor das flores, antes branca, tornou-se azul, e que a planta nunca atinja altura superior à de Jesus adulto. Outro conto, diz que a Bela Adormecida foi acordada pelo príncipe com um ramo de alecrim. Os gregos usavam coroas de alecrim em festas, como símbolo da imortalidade. A crendice popular usa o alecrim para afastar olho gordo, erva da juventude eterna, do amor, amizade e alegria de viver.

 

 

 

Aquênio

Fruto provido de semente única, solta no interior do pericarpo, e que não se abre depois de maduro. Miúdo, seco e indeiscente, característico da família das compostas, como a dália e a margarida, ocorre sobre a pele dos morangos e no interior dos figos, sob a forma de pequenos grãos.

Voltar

 

 

 

Fontes: Wikipédia

Enciclopédia Britânica

Herbário

Aleph

Você gostou? então compartilhe!!  

Voltar à página principal de ERVAS E TEMPEROS
 
 
 
 

 

Alecrim

Nome científico: Rosmarinus Officinalis

Outros nomes: alecrim-de-jardim e alecrim-rosmarino

 

Outros idiomas:

Francês - Romarin

Italiano - Ramerino

Espanhol - Romero

Inglês - Rosemary
Alemão - Rosmarin

Latim - Roris marini

 

 

 

 

 

Voltar ao topo  

 

  no Correio Gourm@nd  

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

|

|

 

Copyright ©  -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 02 janeiro, 2018.

 
 

Voltar ao topo