CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO DE NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Mapa do Portal

 
GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR
GUIA FAZENDO FESTA
GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA
GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS
GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO
 

  DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS  

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Alimentando o saber, aprimorando o paladar...

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

  DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS 

Apoio cultural: 

APROVADO  

 

CARDAMOMO

 

Virgínia Brandão

 

 

Com seu sabor e aroma marcantes, o cardamomo é a terceira especiaria mais cara do mundo, depois do açafrão e da baunilha. É, também, uma das de uso mais antigo: já era citado em hieróglifos de meados século 7 a.C., época do reinado de último grande rei assírio Assurbanipal (669-627 a.C.).

 

Por suas propriedades medicinais, o cardamomo também é citado nas obras dos gregos Teofrasto (aluno de Platão e Aristóteles, autor das mais importantes obras sobre botânica que a Antiguidade nos legou) e na de Dioscórides (médico que viveu entre 40 e 90 a.C., autor de "De materia medica", a principal fonte de informação sobre drogas medicinais desde o século 1 até o 18). O cardamomo também se faz presente na "História Natural" do romano Plínio o Velho (23 a 79 d.C.), e na famosa "Re De Coquinaria", do gourmet Apicus, onde é várias vezes citado. Na literatura, é um dos ingredientes mencionados num conto das "Mil e Uma Noites" para preparação de um elixir que permitiu que um comerciante tivesse um filho (sim, há milênios, diz-se que esta especiaria tem poderes afrodisíacos).

 

Na Europa, os maiores consumidores são os países escandinavos e a Grã-Bretanha.

 

 

A planta
 

O cardamomo pertence à família das zingiberáceas (a mesma do gengibre).


Trata-se de uma planta de folhas verdes brilhantes e de flores brancas e azuladas que se dá muito bem em climas quentes e úmidos, preferencialmente em altitudes entre os 800 e os 1500 metros. Os frutos do cardamomo contêm cápsulas ovaladas ou arredondadas, que protegem cerca de 20 sementes que são, de fato, a parte utilizada como especiaria.

 

As suas flores, adjacentes ao caule produzem uns frutos com forma de capsula arredondada que as mulheres da tribu colhem antes da maturação completa para iniciar o processo de secagem. Para obter um kilo de cardamomo são necessárias aproximadamente 40 000 capsulas.

 

 

A História e as estórias

 

A planta do cardamomo é originária do sudoeste da Índia, da costa de Malabar e das ilhas do Sri Lanka. No século 11, foi introduzida na Inglaterra pelos Normandos, mas só alguns séculos mais tarde passaria a tornar-se moda nos países ocidentais e a ser importada com mais regularidade.

 

Conta a lenda que um antigo rei persa dono de um belo cavalo de batalha, deparou-se um dia com um problema: o cavalo tinha um defeito - sempre que farejava a presença de uma égua, perdia a compostura e abandonava a batalha.

 

O rei, cansado de tanta agitação, resolveu mandá-lo capar. No momento em que os criados se preparavam para a operação, a rainha veio à janela e, percebendo o que se passava, gritou: - Não lhe façam mal! Dêem-lhe, antes, 20 chávenas de café, como eu faço ao meu marido.

 

Esta história parece nada ter a ver com o cardamomo... No entanto, é um fato que no próximo Oriente o café tinha fama de acalmar as capacidades viris, enquanto o cardamomo, pelo contrário, de as estimular. É por isso que era tão vulgar os homens, sempre que bebiam café, misturarem alguns grãos de cardamomo à sua bebida. Não fosse o diabo tecê-las...

 

Diz-se que "um vinho quente aromatizado com cardamomo é capaz até de acordar um homem morto"! Talvez por isso, a sedutora rainha Cleópatra não se esquecesse nunca de perfumar as divisões do seu palácio com umas pitadinhas de cardamomo de forma a conquistar irremediavelmente o seu querido Marco Antônio.

 

 

Utilizações

 

Uma das especiarias mais caras, depois do açafrão e da baunilha, o cardamomo é amplamente utilizada nas cozinhas indiana, árabe e chinesa. Tem um buquê complexo, simultaneamente floral e canforado, suave e pungente, quente e doce, intenso e refrescante. Os melhores frutos são os provenientes da Índia e da Guatemala.

 

O cardamomo foi introduzido na cozinha popular pelos Romanos, perfumando vinhos quentes, peixes, arroz e sobremesas. Associados ao seu aroma tem ainda várias propriedades medicinais: é um antiácido (combate as dores de estômago), um antisséptico, um digestivo e, ao mesmo tempo, consegue ser laxante e estimulante.
 

Na França usa-se para temperar os pâtés; os nórdicos não o dispensam nas salsichas e carnes defumadas; na Alemanha e na Rússia é usado nos licores.

 

Medicinalmente, o cardamomo tem propriedades digestivas, calmante e antisséptica. É excelente para aliviar dores de garganta, tosse e eliminar vermes intestinais. As sementes do cardamomo são, ainda, perfeitas para neutralizar o sabor do alho na boca. Para tanto, basta mastigar algumas delas. 

 
Você gostou? então compartilhe!!  
 

Voltar à página principal das Especiarias

 
 


CARDAMOMO

 

Nome científico: Elettaria cardamomum

 

O nome cardamomo vem do latim "cardamomum" que, por sua vez, vem do grego "kardamômon".  

 

 

Classificação científica:

Reino: Plantae
Filo:Magnoliophyta
Ordem: Zingiberales
Família: Zingiberaceae
Gêneros: Elettaria

 

 

Outros idiomas:

Francês - Cardamome

Italiano - Cardamomo

Espanhol - Cardamomo

Inglês - Cardamom
Alemão -
Kardamom

  Os árabes tostam os grãos de café ainda verde, depois os trituram com um pilão e, por fim, fervem o café moído junto com sementes de cardamomo e açúcar, incluindo cravo ou uma pitada de açafrão. Assim, obtêm um café deliciosamente exótico.  

 

3 tipos de cardamomo

Verde – o mais aromático, logo o melhor e mais procurado

Branco – Obtido por mergulho das capsulas em leite de cal

Preto – falso cardamomo, originário do Nepal, tem um leve sabor a canfora e sem relevância gastronômica até agora.

 





Veja estas e outras imagens ampliadas
CLIQUE AQUI

    Voltar ao topoa>  

 

  nono Correio Gourm@nd  

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

|

|

 

Copyright   -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: --webbot bot="TimeStamp" s-type="EDITED" s-format="%d %B, %Y" -->.

 
 

Voltar ao topo