CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO DE NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Mapa do Portal

 
GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR
GUIA FAZENDO FESTA
GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA
GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS
GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO
 

 

APROVADO

 

no CORREIO GOURM@ND

 

    

 

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

  ALIMENTOS
     
BEBIDAS
     
  UTENSÍLIOS
     
  EQUIPAMENTOS
     
  MARCAS

 

 

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS  

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Alimentando o saber, aprimorando o paladar...

Apoio cultural: 

 

 
 

FARINHA

pó obtido de partes comestíveis de uma ou mais espécies de cereais, leguminosas, frutos, sementes, tubérculos e rizomas por moagem e/ou outros processos tecnológicos considerados seguros para produção de alimentos

 

 

 

Pelo valor nutritivo como fonte de carboidratos e pelos preços relativamente baixos, as farinhas têm grande importância na alimentação humana e dos animais domésticos.

 

Farinha é o pó resultante da moagem de vegetais, sejam eles grãos de cereais (trigo, arroz, milho, aveia, centeio etc.) ou leguminosas (soja, feijão, ervilha, etc.), nozes, sementes, frutos, folhas, raízes e tubérculos (como, especialmente no Brasil, a mandioca, por exemplo).

 

Denomina-se farinha "integral" se, na sua elaboração, o grão inteiro for moído: a parte interna (endosperma), as cascas (farelo) e o gérmen. Será farinha "refinada" caso sejam retiradas as cascas dos grãos.

 

 

 

Saiba mais sobre os Farináceos, clicando nos links ao lado.

 

 

 

 

 

AMIDO

Dois tipos de carboidratos, amilase e amilopectina, ambos formados de unidades de glicose. Quando são misturados com água e aquecidos intumescem e formam um gel. Tem larga utilização em diversas indústrias, tais como: têxtil, papel, farmacêutica, siderúrgica, plástico, alimentícia, etc.

 

FÉCULA

Fécula é o amido extraído de tubérculos e raízes (batata, mandioca etc.), sob a forma de farinha.

 

Sêmola

A sêmola ou semolina é o nome dado ao resultado da moagem incompleta de cereais. Ela possui textura granulada, geralmente grossa, obtida da moagem de grãos duros, sendo a parte nobre do trigo, do milho ou do arroz.
Apresenta uma granulometria entre a farinhas comum e especial.

 

FARELO -

É o produto resultante do processamento de grãos de cereais e ou leguminosas, constituído principalmente de casca e ou gérmen, podendo conter partes do endosperma. 

 

 

GLÚTEN
O glúten é uma proteína presente no trigo, cevada, centeio, aveia, triticale, malte e painço e em todos os seus derivados, como a farinha, farelos, germe, etc.

Ele é formado quando se adiciona água à farinha, onde seus dois componentes (gliadina e glutenina) se aglomeram para formar a massa. Conforme a massa é trabalhada, o glúten confere elasticidade, plasticidade e adesividade, permitindo o crescimento do pão, sua maciez e boa textura.

O fubá e as farinhas de milho, arroz, batata, mandioca e soja não apresentam estas propriedades por não conterem um destes componentes que formam o glúten.

De acordo com a Lei n0 8.543, de 23 de dezembro de 1992, há a obrigatoriedade de informar no rótulo a presença de glúten nos alimentos. Isto porque diversas pessoas apresentam sensibilidade a esta proteína.

Esta sensibilidade, também conhecida como Doença Celíaca, é caracterizada, principalmente, por vômitos, diarréias, distensão abdominal e dificuldade na absorção dos nutrientes pelo organismo. Como esta doença não tem cura, a pessoa deve evitar, de acordo com a indicação de um nutricionista, os alimentos que contenham glúten.

Assim, a pessoa intolerante ao glúten, deve evitar os produtos como pães, biscoitos, bolos, massas, salsichas, hambúrguer, salgadinhos, leite maltado e outros produtos que contenham farinha de trigo, cevada, aveia e centeio. O importante é estar sempre atento ao rótulo dos alimentos que for consumir.

As pessoas que não apresentam este tipo de doença intestinal podem consumir tranqüilamente produtos contendo glúten. Mas atente-se que estes alimentos contêm calorias e outros nutrientes.

Para saber mais, consulte sempre um Nutricionista. Ele é a pessoa mais indicada para conversar com você sobre alimentação.

 

 


Fonte: Michele Cristiane da Silva Votre e Ursula Pinto de Macedo Vian

 
  Você gostou? Então compartilhe!!  
 
 
Voltar à página principal de DICIONÁRIO GASTRONÔMICO DE ALIMENTOS
 
 

ALIMENTOS de A a Z

 
  Amido de Milho
  Farinha de Arroz
  Farinha de Amêndoas
  Farinha de Batata
  Farinha de Centeio
  Farinha de Cevada
  Farinha de Grão de Bico
  Farinha de Linhaça
  Farinha de Mandioca
  Farinha de Milho / Fubá
  Farinha de Pescado
  Farinha de Rosca
  Farinha de Semolina
  Farinha de Soja
  Farinha de Sorgo
  Farinha de Trigo
  Fécula de Arroz
  Fécula de Batata
  Fécula de Mandioca (Polvilho)
 

 

 

 

Fontes: Thesaurus

Wikipédia

Enciclopédia Britnica

 
 

    Voltar ao topo  

 

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

|

|

 

Copyright ©  -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 02 janeiro, 2018.

 
 

Voltar ao topo