CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO DE NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Mapa do Portal

 
GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR
GUIA FAZENDO FESTA
GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA
GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS
GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO
 

  DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS  

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Alimentando o saber, aprimorando o paladar...

ALIMENTOS

 

FOLHAS 

Apoio cultural: 

APROVADO  

 

As flores não condizem com o amargor da planta: são exuberantes, sejam azuis ou roxas. E, como as de abóbora, podem ser comestíveis e caem bem como adorno de saladas. A beleza das flores é tanta que, na Europa, o almeirão é cultivado com fins ornamentais.

 

O almeirão tem raiz longa de formato cônico.

 

Almeirão Spadona

 

Almeirão Pão de Açúcar

 

Almeirão Crespo Toscano

 

Almeirão Roxo

O almeirão-roxo não é tão amargo quanto o comum e têm retrogosto adocicado.Suas folhas chegam a 30cm. Pode ser comido cru na forma de salada. Pela sua beleza é possível cultivá-lo em vaso como uma planta ornamental, tem o crescimento extremamente rápido e suas folhas podem ser colhidas a partir de 60 dias aproximadamente, dependendo da época do ano em que for plantada.

 

ALMEIRÃO
O amargo que faz bem


O almeirão é uma planta herbácea anual de sabor amargo, originária da Europa Mediterrânea, que cresce espontaneamente em grande parte da Ásia e norte da África.

 

O almeirão (Chicorium intybus) é uma hortaliça-folha da família Asteraceae (ex Compositae), a maior das famílias botânicas, pertence ao  gênero Cichorium, o mesmo da chicória, escarola, frisée, radicchio e endívia.

 

A hortaliça tem vários nomes populares: radiche, radice, almeirão-selvagem, almeirão-de-raiz, chicória, chicória-amarga, chicória-do-café, almeirão-silvestre, chicória-brava e radice-selvagem. Por isso, muitas vezes, o almeirão é confundido tanto com a chicória quanto com o radicchio.
 

No Rio Grande do Sul, o almeirão é uma das chicórias mais consumidas pelos imigrantes italianos e é conhecido como radice - uma corruptela de radicchio.

 

 

Características da planta


As folhas são, quase sempre, alongadas (lanceoladas) e podem ser largas ou estreitas, de cor verde ou arroxeada. O almeirão tem raiz longa de formato cônico, caule duro e ereto com ramificações, e suas inflorescências são formadas por flores liguladas que possuem coloração que varia do azul ao roxo. O almeirão atinge de 40 cm a 1 m de altura e seu fruto é do tipo aquênio (seco e indeiscente).


Desenvolve-se muito bem em solos bem drenados e quando possui um ambiente propício com solo fértil, enriquecido com matéria orgânica e temperatura ideal (de 20º a 28ºC), formam-se lindos almeirões que podem ser colhidos após 70 dias do plantio (propaga-se por semente).

As principais variedades são "Catalonha", "Pão-de-açúcar", "Radiche" (Folha larga), "Palla Rossa", "Madnesburgo" (de raiz) e "Spadona". Em algumas regiões do Brasil, cresce naturalmente uma variedade chamada de almeirão do mato, muito apreciado por ter sabor menos amargo.


Propriedades Nutricionais

O almeirão é fonte de vitaminas A, C e do complexo B, de ferro, fósforo, pequena quantidade de cálcio e muita fibra. Fornece, também, ácido fólico, muito útil para mulher na idade fértil e durante a gestação, pois auxilia na boa formação do tubo neural do bebê.


Propriedades Medicinais

O almeirão estimula a função hepática, principalmente a desintoxicação do fígado sendo, portanto, muito utilizado em tratamentos do fígado, vesícula biliar e baço, pois ajuda a liberar o excesso de gordura, fumo e álcool. Ainda possui função depurativa do sangue.

O consumo freqüente do almeirão auxilia, também, na diminuição das taxas de colesterol. Além disso, atua, favoravelmente, no trânsito intestinal, sendo indicado, portanto, para quem tem prisão de ventre.

 

A indicação é que o almeirão conste, pelo menos, duas vezes por semana de um cardápio saudável.

 

 

O Almeirão é excelente para eliminar toxinas. Para isso, bata no liquidificador 4 folhas de almeirão picadas e 1/2 litro de água. Coe e tome 2 vezes ao dia.



 
COMO COMPRAR

O almeirão, como a maioria das hortaliças de folha, estraga rapidamente, murchando e amarelecendo depois de colhido. Por isto, compre somente o necessário para consumo imediato.

Quando for comprar almeirão escolha os maços com cuidado, sem amassá-los e sem rasgar as folhas. Deixe para comprá-lo por último, evitando, assim, que as folhas sejam danificadas no fundo do carrinho pelas outras compras.

As folhas devem estar verdes, firmes, sem pontos escuros, nem murchas nem amareladas. Compre o almeirão na forma minimamente processada (ou seja, já lavado, picado e embalado) somente se o produto estiver sob refrigeração. Verifique o prazo de validade e coloque-o em geladeira logo ao chegar em casa. Os melhores preços são alcançados de julho a outubro.
 

 

 

COMO CONSERVAR
 

O almeirão pode ser mantido por até três dias na geladeira. Lave e escorra bem a água das folhas e acondicione em saco de plástico próprio para alimentos ou em vasilha de plástico tampada. Em condição ambiente, as folhas devem ser mantidas com a parte de baixo numa vasilha com água, e em lugar fresco; mesmo assim a durabilidade será menor que um dia.

 

COMO PREPARAR


As folhas podem ser consumidas cruas em saladas, apenas rasgadas, ou picadas bem fininhas, e temperadas a gosto. Servem muito bem, ainda, para recheio de sanduíches. Inteiras ou rasgadas, as folhas do almeirão, também, podem ser refogadas em óleo de cozinha ou azeite e temperadas com sal, alho e pimenta a gosto. Quando refogadas, acompanham muito bem comidas como feijão, grão-de-bico, soja, lentilha, assados lingüiças e aves. Para sair um pouco da verdura refogada, a dica é substituir o espinafre ou a rúcula pelo almeirão nas receitas de bolinhos, quiches e tortas, por exemplo.

 

Seja como for, antes, lave-as antes em água corrente, deixe-as de molho por 20 minutos em 1 litro de água filtrada misturada à uma colher (sopa) de água sanitária, em seguida enxágüe em água filtrada. No lugar da água sanitária, também se pode usar produtos específicos para higienização de hortaliças, vendidos nos supermercados. Neste caso, siga as instruções do fabricante contidas na embalagem do produto (além de higienizar, deixar o almeirão de molho em água antes de utilizá-las atenuam o sabor amargo da hortaliça).


DICAS

- O almeirão roxo, raro no mercado das cidades grandes, é menos amargo que o almeirão verde e pode ser consumido cru em saladas ou refogado.
- Temperos que combinam; azeite, cebola, alho, pimenta, vinagre, limão, cheiro-verde.

 

 


 

 

 

Voltar à página principal de HORTALIÇAS FOLHA  

 

 
 
 

 

ALMEIRÃO

 

Reino: Plantae

Divisão: Magnoliophyta

Classe: Magnoliopsida

Ordem: Asterales

Família: Asteraceae

Gênero: Cichorium

Espécie: Cichorium intybus

 

 

Outros idiomas:

Francês - Chicorée sauvage

Italiano - Radicchi Selvatici

Espanhol - Radicheta

Inglês - Wild Chicory
Alemão - Wilde Zichorie

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ALMEIRÃO X CHICÓRIA


O almeirão (Cichorium intybus L.) é  chamado, de forma incorreta, de chicória. Mas a planta tem folhas abertas, com cabeça (folhas justapostas e fechadas) e raiz mais grossa do que a chicória. O sabor amargo do almeirão, também, é mais pronunciado que o da chicória.

 

 

Como Plantar Almeirão

 

O Almeirão deve ser cultivado sob sol pleno, em solo fértil, bem drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Tolera o frio e o calor. O solo deve estar bem preparado na ocasião do plantio. Os canteiros devem ser calados, adubados e elevados cerca de 15 cm nas variedades "de folha" e 22 cm nas variedades "de raiz".

Não necessita a preparação de mudas em bandejas. Multiplica-se por sementes diretamente no local definitivo. O desbaste deve ser realizado quando as plantas atingirem 10 cm, deixando uma planta a cada 15 cm. A colheita inicia-se em 80 dias no verão e 100 dias no inverno. Apesar de perene é cultivada como anual.

 

 

 

Fontes: Enciclopédia Britânica

Thesaures

Embrapa

Jardineiro.net

Terreiroir

 



 

 

 

 

 

 

 

 

    Voltar ao topo  

 

  no Correio Gourm@nd  

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

|

|

 

Copyright   -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 02 janeiro, 2018.

 
 

Voltar ao topo