CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO DE NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Mapa do Portal

 
GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR
GUIA FAZENDO FESTA
GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA
GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS
GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO
 

  DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS  

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Alimentando o saber, aprimorando o paladar...

   

Apoio cultural: 

APROVADO  

 

PANELAS

 

 

PANELA BARRO

A argila foi o primeiro material utilizado pelo homem para confeccionar utensílios domésticos. Quando saiu das cavernas e se tornou um agricultor, ele necessitava não apenas de um abrigo, como de vasilhas para armazenar a água, os alimentos colhidos e as sementes para a próxima safra. Tais vasilhas tinham que ser resistentes ao uso, impermeáveis à umidade e de fácil fabricação e essas características foram encontradas na argila, elemento abundante na natureza.

 

Inicialmente, as peças eram modeladas à mão em barro cru, tal qual era extraído da terra, e secos ao sol e ao vento. Com o tempo, o homem descobriu que se cozidas no fogo, as peças se tornariam mais rijas e duradouras. Surgiam as panelas de barro, que se perpetuariam junto a todos os povos, tanto no uso, como na própria  tecnologia de fabricação que, fora o uso do torno, em nada se alterou até os nossos dias.

 

 

Comida quentinha e saborosa

 

As panelas de barro deixam a comida uma delícia e a conservam quente por mais tempo. É uma opção especial que não tem contra-indicação. Os peixes e carnes com molhos são os melhores pratos para serem preparados.

 

Entretanto, é preciso estar atento à procedência da panela de barro, pois se ela não for de boa qualidade, pode conter grande quantidade de metais pesados como o chumbo, o cádmio e o níquel, prejudiciais ao organismo.

A limpeza também deve ser feita cuidadosamente, porque se trata de material poroso: o sabão ou o detergente podem ser absorvidos. Para que se evitem quebras e trincas, recomenda-se esperar a panela esfriar antes da lavagem.

 

As mais famosas e conhecidas panelas de barro do Brasil são as do Espírito Santo, sobretudo as produzidas pelas Paneleiras de Goiabeiras, bairro de Vitória. Consideradas um dos ícones da cultura popular do Estado, a panela de barro é suporte indispensável para o preparo da moqueca e da torta capixabas, pratos típicos da sua culinária. Os produtos nela preparados têm aspecto e paladar bem mais apetitosos. Ela se integrou de tal forma na culinária capixaba que faz parte de sua tradição

 

 

Cuidados necessários

 

Para melhor durabilidade e rendimento, e para que não haja interferência dos produtos usados na feitura da panela no sabor da comida, como acontece com a panela de pedra-sabão, a panela de barro também precisa ser curada antes do seu primeiro uso.

 

As Paneleiras de Goiabeiras, aconselham o que chamam de segunda queima, que deve obedecer ao seguinte procedimento:

 

1- Colocar dentro da panela 2 colheres de sopa de óleo de cozinha, de preferência oliva, levando-a ao fogo.

 

2- Deixe o óleo queimar até a fumaça começar a ficar preta e apague o fogo.

 

Alguns aficionados desse utensílio tão especial, sugerem, ainda, que, depois dessa queima, antes de usar a panela pela primeira vez, ela seja colocada em banho-maria com água fervente por cerca de 20 minutos, para eliminar qualquer resquício de cheiro ou gosto indesejado.

 

Depois, com o uso, assim que aquecida prepara rápido os alimentos e tem a vantagem de mantê-los quentes, borbulhando na mesa.

 

 

Para escolher uma boa panela para uso, leve em consideração:
 

  • A cor -  negra intensa, revela boa imunização. Fungos desintegram o barro que esfarinha;

  • A espessura - quanto mais fina, melhor a qualidade da matéria prima utilizada;

  • O formato - panela certinha denuncia uso do torno, baixa densidade do barro e porosidade;

  • O brilho - mostra que o barro foi comprimido e a goma aflorou;

  • O som - suspenda a panela com umas das mãos e com os nós dos dedos da outra mão, bata no fundo, se o som for chocho, indica que há rachaduras, ocos ou houve queima incompleta da peça.





 

A comida na panela

 

A princípio qualquer comida pode ser feita nas panelas de barro, desde feijoada, nos caldeirões, também produzidos em Goiabeiras, até um simples arroz. Mas é a moqueca capixaba - moqueca é capixaba, o resto é peixada, como diz um velho provérbio local - o carro-chefe da venda das panelas de barro. Simplesmente porque moqueca feita em outra panela perde a graça especial de chegar fumegante, em uma trempe de arame, à mesa. Outra comida típica capixaba que não vive sem a panela de barro é a tradicional torta capixaba, feita a partir de uma mistura de frutos do mar, palmito e ovos. A torta é um prato obrigatório durante a Páscoa e conta a história que foi criada pelas escravas, a exemplo da feijoada, a partir das sobras dos alimentos das grandes fazendas. Tanto a moqueca quanto a torta levam como tempero singular o coentro e ao contrário da Bahia, Estado que faz divisa ao norte com o Espírito Santo, não são usados leite de coco, óleo de dendê ou pimenta. O tempero da comida capixaba, suave, lembra mais o de Minas Gerais, vizinho do lado oeste e o do Rio de Janeiro, que faz divisa ao sul. Mas uma coisa é certa, a comida capixaba tem uma personalidade forte, bem definida, que a difere dos pratos cariocas e mineiros. O responsável por isso é o inigualável sabor do coentro que mesmo em pequenas quantidades aguça os paladares mais exigentes e não há estrangeiro nessa terra que não pergunte. Que gostinho é esse?

 

 

Cláudia Rodrigues

Século Diário

 

Receitas capixabas:

 

 
  Você gostou? Então compartilhe!!  
 
 

Voltar à página principal de UTENSÍLIOS - PANELAS

 
 

    Voltar ao topo  

 

  no Correio Gourm@nd  

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

|

|

 

Copyright   -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 02 janeiro, 2018.

 
 

Voltar ao topo