CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO DE NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Mapa do Portal

 
GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR
GUIA FAZENDO FESTA
GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA
GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS
GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO
 

  DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS  

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

Alimentando o saber, aprimorando o paladar...

ALIMENTOS

 

Apoio cultural: 

APROVADO  

   

 

TÂMARA

A fruta das Arábias

Virgínia Brandão


A tâmara é um fruto  de cor avermelhada, polpa fibrosa e sabor agridoce. Altamente nutritiva, é o alimento básico no mundo árabe, onde é consumida de diversas formas.

 

Diz-se que um beduíno resiste três dias de marcha com uma única tâmara: “No primeiro come a pele, no segundo dia o fruto e no terceiro o caroço”. Essa inocente frutinha, que por aqui costuma ser mais consumida na época natalina, sem que a maioria de nós sequer imagine sua propriedades nutritivas, no deserto torna possível a vida.

 

Por isso, a tamareira é considerada uma árvore sagrada e mágica há milhares de anos nas regiões onde são cultivadas. Simbolizam a união entre céu e terra. Sua presença junto às casas é sinal de hospitalidade. É a palmeira que inspirou as colunas dos templos, o pilar do céu, segundo afirma a palavra grega phoenix. Em muitas mesquitas, as colunas lembram a forma das palmeiras. E nas paisagens mais áridas, o doce do seu fruto evoca o paraíso.

 

A planta

 

A tamareira é uma palmeira cultivada há milênios, cuja origem é controversa, com alguns autores considerando-a originária dos oásis da zona desértica do norte da África e outros do sudoeste da Ásia.

É a palmeira mais característica dos oásis, nos desertos e regiões áridas do Norte e Leste da África. Como todas as palmeiras e coqueiros, pertence à família das palmáceas.

 

De média dimensão, a tamareira atinge de 15 a 25 metros de altura, por vezes surgindo em touça, com vários troncos partilhando o mesmo sistema radicular, mas, em geral, crescendo isolada. Seu caule (ou estipe) é coroado por um penacho de grandes folhas ou palmas, cada uma com extensão média de três metros (podendo chegar a cinco metros), pecíolo espinhoso e cerca de 150 folíolos. Cada folíolo tem cerca de 30cm de comprimento e 2cm de largura.

 

Seu tronco é revestido de cotos, ou bases folhosas, duros e sobrepostos que apontam para cima. Esses cotos são remanescentes de folhas antigas da árvore.

 

A espécie é dióica, ou seja, as flores masculinas e femininas dão em pés separados. Feita a fecundação, quer pelo vento ou outros agentes, quer por meios artificiais, formam-se os cachos de até mil frutos.

 

Começa a dar frutos, as tâmaras, entre os seis e os oito anos, atingindo o auge em torno dos trinta e, eventualmente, pode frutificar até cem anos ou mais. De modo geral, as tâmaras são ovais, têm um caroço longo e medem entre 2,5 e 7,5 centímetros. Variam muito no tamanho, no aspecto e na cor (de marrom-dourado a preto), conforme a variedade e a região de onde procedem, e normalmente são exportadas secas.

 

Exploração comercial

 

Da tamareira tudo se aproveita. A fruta, além de consumida pura ou em alimentos processados, é utilizada pela indústria na fabricação de farinha, açúcar, vinagre e vinho. O tronco e a folha são usados para produzir combustível, móveis, cestos e cordas.

 

Comercialmente, a tamareira é cultivada em diferentes regiões áridas e semi-áridas do mundo, sendo de grande importância sócio-econômica. Os países asiáticos e africanos, principalmente Egito, República Islâmica do Irã, Arábia Saudita, Iraque, Paquistão, Índia Bangladesh e países vizinhos, produzem, juntos, aproximadamente 98% das tâmaras do mundo. Estados Unidos, Espanha e México produzem o restante. Para muitos destes países, é a principal fonte de divisas e sua exploração interessa aos diversos setores da economia, principalmente ao da alimentação. Egito, Arábia Saudita e Iraque estão entre os grandes exportadores da fruta.

 

O Brasil não produz tâmaras mas é um grande importador deste produto. Entretanto, a tamareira foi introduzida por aqui há muitos anos (o primeiro registro data de 1928, em São Paulo), mas não foram feitos estudos sistemáticos de sua cultura. No Nordeste, a tamareira foi introduzida em projetos públicos de irrigação, mas muito poucas informações sobre a cultura foram coletadas, embora se saiba que foi nessa região que as plantas apresentaram resultados mais promissores.

 

Nutritiva e saborosa

 

A tâmara é muito nutritiva por conter proteínas, açúcar, sais minerais e vitaminas, sobretudo, a vitamina C - ácido ascórbico, entre 50 e 100 vezes mais do que a banana, 8 a 17 vezes mais do que a laranja, de 75 a 150 vezes que as peras, e 50 vezes mais do que a maçã.

 

É uma fruta muito doce. A tâmara fresca contém entre 20% e 36% de açúcar, enquanto as secas portam entre 55% e 80%. Devido ao alto conteúdo de hidratos de carbono simples e complexos (72%), que são metabolizadas pelo organismo de forma demorada, constitui um alimento muito energético, ideal para aqueles que precisam de muita energia física, como crianças e esportistas, ou mental (estudantes, profissionais que trabalham com o intelecto).

 

Ricas em fibras, as tâmaras são uma excelente fonte de potássio, ferro e cálcio, e contém, pequenas quantidades de vitamina A, B1 e B2 que variam de 0,05 a 0,06mg/100g da polpa. Possui, ainda, uma substancial quantidade de ácido nicotínico (vitamina B3), necessário para a circulação adequada e pele saudável, ajudando no funcionamento do sistema nervoso, no metabolismo de carboidratos, lipídeos e proteínas e na produção de ácido clorídrico para o sistema digestivo. Também, reduz o colesterol e melhora a circulação, além de ser eficaz no tratamento da esquizofrenia e outras doenças mentais.

 

Outro importante componente das tâmaras é o ácido pantotênico (vitamina B5), conhecido por seus efeitos tranqüilizantes, que faz com que seja considerada um anti-estressante natural por sua capacidade de relaxar e a sensação de bem-estar que proporciona. Por conter triptofano, que estimula a formação de melatonina, quando ingeridas antes de dormir, podem contribuir para a regularização do sono e o combate à insônia. Costuma-se dizer que a ingestão de três tâmaras diárias proporciona é um verdadeiro passaporte para uma vida longa e saudável.

 

Informação Nutricional

(100 gramas de tâmara seca)

 

Calorias

274 cal  

Água

20,0 g

Carboidratos

75,4gr

Fibras

8gr

Proteínas

 2,45gr

Gordura

0,6gr

Potássio

611mg

Cobre

0,24 mg

Magnésio

65 mg

Cálcio

39 mg

Fósforo

60mg

Sódio

51mg

Ferro

2,1mg

Vitamina A

150 UI

Ácido Ascórbico

Vitamina C

30mg

Vitamina B1

21mcg

Vitamina B2

1750mcg

Ácido Nicotínico

Vitamina B3

0,5mg

Ácido pantoténico

vitamina B5

4,0mg



Na culinária

 

As tâmaras podem ser consumidas ao natural ou desidratadas. A desidratação das tâmaras proporciona o aumento do percentual de açúcares da fruta pela retirada da umidade. Este processo tem sido utilizado por milhares de anos pois permite conservar as tâmaras por mais tempo e sem necessidade de refrigeração.

 

Este fruto tão peculiar, de delicioso sabor, possui vários usos culinários, tanto para receitas salgadas quanto doces: - molhos, bolos, pudins, mousses, docinhos, tortas, biscoitos, pães, e tudo o mais que sua imaginação permitir.

 

As passas de tâmara se prestam muito bem a serem recheadas, tanto com recheios doces quanto salgados. São, ainda, perfeitas para dar um toque doce a pratos salgados, saladas e canapés. Fritas ou assadas envoltas em bacon ficam deliciosas.


Por conta de seu açúcar, é usada no preparo de geléias, licor, aguardente, vinagre, álcool e passa.
Batidas com leite ou iogurte, além do sabor, emprestam doçura às bebidas.

 

Processada junto a grãos como aveia e quinoa, ou com nozes e sementes, tais como nozes, amêndoas, linhaça e outras, a tâmara é base perfeita para tortinhas naturais que não precisam ser assadas.
 

Usos Terapêuticos:

 

Muitas das virtudes curativas das tâmaras já eram conhecidas e aproveitadas na Antiguidade. Hoje, essas propriedades estão sendo confirmadas e sabe-se que grande parte delas se deve à riqueza destes frutos em celulose e frutose.

 

Estudos comprovam que as tâmaras são eficientes defensoras do organismo frente a gripes, viroses e outras infecções, tanto do aparelho respiratório como urinário. Estimulam o apetite, e atuam de forma muito benéfica nas aflições intestinais e estomacais associadas à inapetência. Por sua riqueza em ferro, são aconselhadas para quem padece alterações hepáticas e anemias. Devido ao alto conteúdo de celulose e outra fibras, também, são recomendadas nos casos de intestino preso, atuando como suave laxante.


Livres de colesterol são um aliado magnífico na luta contra o câncer.

 

Contra indicações


Pessoas que ingerem inibidores de monoamina oxidase (MAO), para tratamento de depressão ou pressão alta, devem evitar o consumo das tâmaras, porque a tiramina pode interagir com estas substâncias e elevar de forma perigosa à pressão arterial.
 

Onde Comprar

 

No Brasil, as tâmaras podem ser encontradas em empórios e mercados gourmets em todas as épocas do ano, geralmente procedentes da Tunísia (onde são cultivadas por empresas espanholas) ou do sul da Califórnia. Nos supermercados, em geral, só estão disponíveis na época do Natal.

 

Entretanto, por aqui só encontramos as tâmaras desidratadas, as passas de tâmara; pois é praticamente impossível encontrar a fruta fresca fora das zonas produtoras, a menos que você cultive sua própria tamareira no jardim.

 

 

Variedades

 

Existem mais de 300 variedades de tâmaras no mundo, sendo que a Nour Deglet, bem carnuda e doce, é considerada a melhor delas, conhecida como "rainha das tâmaras. A Tunísia responde por 50% da produção de Nour Deglet, sendo seu maior exportador. Boa parte das tâmaras consumidas no Brasil são desta variedade. Outra variedade bem difundida é a Medjool, produzidas, sobretudo, em Israel e nos Estados Unidos (Califórnia).

 

Nour deglet - a rainha das tâmaras

 

 

Confira, na imagem abaixo, outras 28 variedades de tâmaras que se destacam pela qualidade.

 

.

CLIQUE NA FOTO

e veja esta e outras imagens ampliadas

 

 

 

 

     A TAMAREIRA

 

No Egito, a tamareira era uma árvore sagrada e a folha era símbolo do deus Heh, que representava a eternidade. Mais tarde, passou a ser símbolo de fecundidade, fertilidade e vitória. As tâmaras são usadas como doces ou para cobrir quitutes afrodisíacos. Os egípcios comem as tâmaras antes de fazer amor.

 

Linda planta ornamental

Plantar uma tamareira no jardim ou quintal pode ser uma ótima opção para embelezar o conjunto, valorizar a propriedade e, de quebra, comer deliciosas tâmaras.

 

A vantagem de obter uma palmeira já adulta reside no fato de poder escolher o sexo da tamareira e já conhecer o tipo de frutos que vai produzir. No sul da Flórida e Califórnia esta prática é muito comum e existem diversas empresas que fornecem as palmeiras e toda a logística necessária.

 

No Brasil este mercado é incipiente mas já podemos encontrar fornecedores de palmeiras e know-how, como a Fazenda Terra, localizada no semi-árido baiano, uma das maiores (se não a maior) plantação de tamareiras do Brasil. Para o jardim ou mesmo para iniciar uma plantação, você pode entrar em contato e solicitar ajuda no que precisar. É só enviar um e-mail para

.

Saiba mais: www.fazendaterra.com.br

 

 

Fontes:

Embrapa

www.tamaras.com.br

Kokopelli Seed Foundation

 

 

 

Receita com TÂMARA:

 

 
  Você gostou? Então compartilhe!!  
 
Voltar à página principal de FRUTAS
 
 

 

 

 

 

TÂMARA

(do hebraico tamar)

Nome científico: Phoenyx dactylifera

 

Outros idiomas:

Francês - Datte

Italiano - Dattero

Espanhol - Dátile

Inglês - Date
Alemão - Dattel

 

 

 

 

 

CLIQUE AQUI

e veja essas imagens ampliadas

 

    Voltar ao topo  

 

  no Correio Gourm@nd  

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

|

|

 

Copyright   -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 21 novembro, 2013.

 
 

Voltar ao topo