BOLETIM GOURMAND - linha direta com o melhor da gastronomia

 

 

 

 

KiNpirá Gobô

 

Chef Carlos Ribeiro

Restaurante Mamarana

 

 

 

Categoria: Prato Principal
Tipo de Cozinha: Japonesa
Rendimento: 2 porções
Tempo de Preparo: 40 minutos
Grau de Dificuldade: Fácil

 

Gobo (bardana) tem cheiro agradável e é gostosa de se mastigar, principalmente a casca. Deve-se limpá-la com o lado cego da faca, e logo colocá-la de molho em água para que não escureça. É usada em pratos cozidos com temperos (nimono), frita ou adicionada a sopas e picles.

Um dos pratos japoneses mais famosos, o refogado de raiz de bardana, é aquela comidinha típica feita pela mamãe. Cada uma prepara à sua maneira, coloca os ingredientes e temperos na quantidade que a família mais gosta. Muito bom para comer com arroz branco e um peixe grelhado.

Para Ryu San japonesa de nascimento e brasileira de coração residente na cidade de Araçatuba onde existe uma grande concentração dos imigrantes e descendente de japoneses, o Gobô sempre foi presente em sua dieta alimentar pois além de saboroso e com complemento alimentar é bastante saudável o que sempre é levado pelos japoneses muito a sério a questão do: " Faz bem para Saúde" completa Ryu San aos 90 anos de idade está no Brasil desde a idade de 13 anos conserva sotaque bem forte de imigrante, mantém suas raízes através de muitas atividades, culturais, religiosas onde freqüenta o Templo Budista e uma grande cozinheira e faz questão de nos ensinar como ela faz seu Gobô.

 

INGREDIENTES

 

1 raiz de bardana média
1/2 cenoura
Pimenta vermelha seca em rodelas
60ml de água
2 colheres (chá) de óleo de gergelim
2 colheres (chá) de açúcar
4 colheres (chá) de saquê
4 colheres (chá) de shoyu
2 colheres (chá) de mirim
200g carne suína em cubinhos pequenos
Gergelim branco à gosto
 

Modo de Fazer

  • Lave muito bem o gobô (raiz de bardana) com uma escovinha. Ou se preferir já compre limpa e cortada pois da muito trabalho e necessita de paciência oriental.

  • Em seguida, corte a parte mais grossa do gobô em fatias transversais. Depois corte em palitinhos não muito finos (mais ou menos na espessura de um fósforo).

  • A parte mais fina do gobô, corte em nacos de 5 cm. Em seguida, corte no sentido do comprimento em fatias e depois em palitinhos também.

  • Coloque tudo numa tigela com água e deixe por alguns minutos. Escorra a água e deixe secando por alguns instantes. Deixe para escorrer um pouco antes de refogar pois o gobô, se deixado muito tempo exposto no seco, acaba escurecendo.

  • Descasque a cenoura e corte de comprido, depois em palitinhos. Reserve.

  • Coloque o óleo de gergelim e os anéis de pimenta numa frigideira e leve ao fogo baixo. Quando começar a fazer barulhinho de fritar, coloque a carne suína picadinha e o gobô e deixe refogar alguns minutos em fogo médio para alto.

  • Junte a cenoura, misture e deixe refogar mais alguns instantes.

  • Coloque a água e o açúcar e misture bem até dissolver o açúcar.

  • Junte os demais ingredientes e deixe refogar em fogo baixo até o caldo reduzir em 1/3.

  • Desligue o fogo, tampe e deixe abafado por uns 5 minutos.

  • Na hora de servir, coloque em pratinhos e espalhe gergelim à gosto.

  • Tem quem goste de colocar lascas do peixe bonito (katsuobushi) também.

 

 

Fonte de Pesquisa: Pecado da Gula.

Entrevista da Receita Ryu Mayama

dona de casa imigrante japonesa há muitos anos no Brasil.
 

 

 

 

 

Para saber onde comprar os endereços dessa receita, clique aqui.

 

 

 

Voltar ao topo

 

 

Apoio:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

|

|

 

Copyright ©  -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 02 janeiro, 2018.