CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO GASTRONOMIA EM NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

CADERNO DE TURISMO

Mapa do Portal

 
GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR
GUIA FAZENDO FESTA
GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA
GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS
GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO
 

  CADERNO TURISMO  

CADERNO DE TURISMO

Viajar e comer - prazeres indissolúveis...

    Apoio cultural:  

 
  BRASIL - Terra de paz, alegria e trabalho

 

 

 

 

 

Festas Populares

 

 

O Brasil é um país festeiro, algo que combina muito com as características do seu povo, naturalmente hospitaleiro e alegre.

 

são manifestações capazes de reunir em um mesmo ambiente ou por um mesmo objetivo, pessoas de diferentes classes sociais, idades e religiões, sem discriminações.

 

 

Festas Juninas

 

Homenageando três santos - Santo Antônio, no dia 13, São João, no dia 24, e São Pedro, no dia 29, junho é o mês das alegres e coloridas Festas Juninas, também conhecidas como Festas dos Santos Populares ou, simplesmente, Festa de São João, como acontece no Nordeste brasileiro. Neste período, praticamente em todo o Brasil, são construídos os chamados arraiais.

 

História

Entender o porquê das festas juninas terem se tornado uma tradição e parte importante da cultura do nosso povo é montar um quebra-cabeça de histórias e culturas ancestrais.
 

Segundo alguns estudiosos, as antes chamadas festas "joaninas" têm sua origem na Europa católica do século 4 em homenagem a São João Batista .

 

No século 13 os portugueses incluíram São Pedro, fundador da Igreja Católica, e Santo Antônio, conhecido pela fama de casamenteiro, às comemorações. No Brasil, a data é celebrada desde 1583. Antônio é um santo português, sendo, por isso, especialmente cultuado naquele país e também no Brasil colonial. É atribuído a ele, ainda, poderes de reparar causas perdidas.

 

 

Origens pagãs

 

Mas registros históricos mostram que as festas realizadas nesta época do ano são muito mais antigas e vêm de muito antes da era cristã. De fato, remontam aos primórdios da civilização, quando, em junho, no hemisfério Norte, o início do verão ensejava inúmeros rituais de invocação de fertilidade, necessários para se garantir o crescimento da vegetação, fartura na colheita e clamar por mais chuvas. Estes rituais foram praticados pelas mais diferentes culturas, em todos os tempos e em todas as partes do planeta.

 

Os antigos celtas, povos que habitavam a região da atual Grã-Bretanha, por exemplo, já comemoravam a chegada do verão com danças em volta da fogueira e oferendas aos deuses (em especial à deusa-Mãe), com pedidos para uma boa colheita e fertilidade para as mulheres da aldeia.

 

Ao longo dos séculos, nas mesmas datas ou épocas do ano, a Igreja Católica foi sobrepondo suas próprias festas aos ritos pagãos e  fornecendo um pretexto cristão para atividades festivas ancestrais. Assim, para os ritos do Solstício de Verão, vieram as festas dos três santos católicos mais importantes.
 

  Você gostou do CORREIO GOURMAND? então compartilhe!!  
 

Voltar à página principal de BRASIL

 

 

 

 

 

 

CADERNO TURISMO

 

 

    Voltar ao topo  

 

no Correio Gourm@nd

 
 

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

 

 

|

|

 

Copyright ©  -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 02 janeiro, 2018.

 
 

Voltar ao topo