CORREIO GOURMAND    

Home

|

O CORREIO GOURMAND

|

CUPOM GOURMAND

|

SORTEIO DO MÊS

|

PREMIADOS

|

PROMOÇÕES

PROMOÇÕES

CORREIO GOURMAND

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA CADERNO GASTRONOMIA EM NOTÍCIAS DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

 

CADERNO DE CULTURA GASTRONÔMICA

CADERNO DE NOTÍCIAS

DICIONÁRIOS GASTRONÔMICOS

CADERNO SAÚDE & SABOR

CADERNO FOODSERVICE

CADERNO DE RECEITAS

VÍDEOS GOURMANDS

CADERNO ROTEIROS TURÍSTICOS

VÍDEOS GOURMANDS

Mapa do Portal

 
GUIAS GOURMANDS

GUIA ONDE COMER BEM

GUIA ONDE SE HOSPEDAR
GUIA FAZENDO FESTA
GUIA DE ESCOLAS E CURSOS DE GASTRONOMIA
GUIA ONDE COMPRAR PRODUTOS GASTRONÔMICOS
GUIA DO MERCADÃO DE SÃO PAULO
 

       

Apoio Cultural:

 

 

O OFÍCIO DAS BAIANAS DE ACARAJÉ

 

 

 

 

Baianas de Acarajé - patrimônio imaterial do Brasil

Saiba mais sobre:
Acarajé
Cozinha Baiana

Azeite de Dendê

 
AS BAIANAS E SEUS ACARAJÉS

 

 

O acarajé é um bolinho de origem africana feito de feijão fradinho moído, batido posteriormente com cebola ralada, água e sal e frito em azeite de dendê. A iguaria é vendida em tabuleiros nas ruas de Salvador desde o final da escravidão, e vem recheado com complementos: vatapá, caruru, salada, pimenta e camarão.

 

O Ofício da Baiana de Acarajé

 

Em dezembro de 2004, o Ministério da Cultura reconheceu o Ofício da Baiana de Acarajé como Patrimônio Imaterial Brasileiro, inscrevendo-o no Livro dos Saberes.

 

O registro do Ofício da Baiana de Acarajé reconhece todos saberes e fazeres tradicionais aplicados na produção e comercialização das chamadas comidas de baiana, feitas com dendê, com destaque para o acarajé. Desde sua origem africana, a produção e consumo das comidas das Baianas de Acarajé, ou Baianas de Tabuleiro, constituem práticas culturais reiteradas e atualizadas com a contribuição de outros grupos étnicos-culturais e profundamente enraizadas no cotidiano da população baiana.

 

O saber reconhecido pelo Ministério da Cultura como patrimônio cultural imaterial refere-se ao ofício da baiana em Salvador que teve início com a produção do acarajé, bolo de feijão fradinho frito no azeite de dendê. A técnica de feitura do acarajé representa um modo de fazer enraizado no cotidiano dos seus produtores, seja para uso religioso, alimento sagrado oferecido às divindades nos rituais do candomblé, seja para uso profano, comercializado nas ruas pelas baianas.

 

 

 
  Acarajé

 

  Você gostou? Então compartilhe!!  
 

Voltar ao índice do VÍDEOS GOURMANDS

    Voltar ao topo  

 

  no Correio Gourm@nd  

 

APOIO:

 

 

 

 

Ovadia Saadia Comunicações

 

 

 

 

|

|

 

Copyright ©  -  VB Bureau de Projetos e Textos

Atualizado em: 02 janeiro, 2018.

 
 

Voltar ao topo